Política

Fachin libera pedido de liberdade de Lula para plenário do STF julgar

Na segunda (25), Fachin, que é relator dos processos que envolvem Lula no STF, havia decidido enviar a petição da defesa do petista para a análise do plenário, composto pelos 11 ministros, e não mais da Segunda Turma, formada por cinco.

Lula escreveu carta dentro da Superintendência da Polícia Federal, em CuritibaLula escreveu carta dentro da Superintendência da Polícia Federal, em Curitiba - Foto: Divulgação

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Edson Fachin pediu na manhã desta quinta-feira (28) que o pedido de liberdade feito pela defesa do ex-presidente Lula seja incluído na pauta de julgamentos do plenário. Na segunda (25), Fachin, que é relator dos processos que envolvem Lula no STF, havia decidido enviar a petição da defesa do petista para a análise do plenário, composto pelos 11 ministros, e não mais da Segunda Turma, formada por cinco.

Na ocasião, Fachin determinou que a Procuradoria-Geral da República se manifestasse sobre o caso no prazo legal (15 dias), o que gerou a expectativa de que o julgamento em plenário fosse ficar para agosto, após o recesso forense.

Leia também:
Lula pede para 2ª Turma do STF rever decisão de Fachin sobre julgamento em plenário
Defesa de Lula pede que recurso contra prisão seja julgado esta terça


A defesa de Lula, porém, informou que entrou com uma reclamação na Segunda Turma na noite desta quarta (27) pedindo a revisão da decisão de Fachin de enviar o pedido para o plenário. Para a defesa, o ministro violou o princípio do juiz natural (que seria a turma) sem justificativa adequada. Agora, Fachin liberou o pedido de Lula para o Pleno julgar. Não há data para que isso aconteça. Cabe à presidente da corte, ministra Cármen Lúcia, marcar a data do julgamento.

A petição da defesa pleiteia a suspensão da execução da pena, com a libertação ou a substituição da prisão por medidas cautelares, sob o argumento de que os recursos às instâncias superiores têm plausibilidade e poderão modificar a condenação.

Veja também

PT, PV e PCdoB apostam em coordenação integrada para alinhar a federação
FOLHA POLÍTICA

PT, PV e PCdoB apostam em coordenação integrada para alinhar a federação

Da cadeia, Roberto Jefferson mandou PTB usar fundo partidário para fazer outdoors em sua defesa
BRASIL

Da cadeia, Roberto Jefferson mandou PTB usar fundo partidário para fazer outdoors em sua defesa