FHC diz que 'jamais cogitou' disputar novamente a Presidência

"Esclareço, do exterior, onde me encontro, que jamais cogitei dessa hipótese nem ninguém me consultou sobre o tema", escreveu

Fórum de OlindaFórum de Olinda - Foto: Reprodução/Google

O ex-presidente Fernando Henrique Cardoso (PSDB) publicou mensagem nesta quinta-feira (3) na qual afirma que "jamais cogitou da hipótese" de ser candidato à Presidência em 2018.

O texto, de apenas um parágrafo, é uma resposta a artigo publicado na Folha desta quinta pelo amigo pessoal e assessor histórico do tucano, Xico Graziano. No texto, intitulado "Volta, FHC", Graziano diz que o ex-presidente é o melhor nome para disputar o Planalto em 2018 ou mesmo para assumir o comando do país no caso de uma eleição indireta com a cassação da chapa de Dilma Rousseff e Michel Temer pelo TSE (Tribunal Superior Eleitoral).

"FHC representa a decência na vida pública. Esse é o maior desejo do brasileiro. Viver num país com civilidade, honestidade, princípios. Um país que ofereça oportunidades, gere bem-estar, dê segurança. Um país tolerante, respeitoso, diverso, unido na defesa da cidadania", escreve Graziano. Sobre a possibilidade de eleição indireta, diz que o melhor nome seria Fernando Henrique, "com certeza". "Ele prepararia o caminho rumo ao porvir", argumenta. "Michel Temer, porém, poderá seguir até 2018. Aí, a decisão será popular", conclui.

Em sua resposta, FHC não menciona Graziano, mas deixa claro que fala do artigo. "A propósito de comentários sobre uma eventual candidatura à Presidência esclareço, do exterior, onde me encontro, que jamais cogitei dessa hipótese nem ninguém me consultou sobre o tema", escreveu o ex-presidente.

"Minha posição é conhecida: nas circunstâncias, o melhor para o Brasil é que o atual governo leve avante as reformas necessárias e que em 2018 possamos escolher líderes à altura dos desafios do País. Precisamos superar a crise financeira para criar empregos e para que o povo viva em uma sociedade próspera e decente."

Veja também

Julgamento de Dallagnol por PowerPoint contra Lula é adiado
Julgamento

Julgamento de Dallagnol por PowerPoint contra Lula é adiado

Maia prioriza projeto de fake news em meio à ofensiva bolsonarista contra o texto
Câmara

Maia prioriza projeto de fake news em meio à ofensiva bolsonarista contra o texto