FHC visita Lula em hospital em SP; Dilma antecipa volta da Europa

Diante do resultado, foram iniciados procedimentos de doação de órgãos, com autorização da família

Os ex-presidentes Fernando Henrique Cardoso e Luiz Inácio Lula da Silva no Hospital Sírio Libanês, onde está internada a ex-primeira-dama Marisa Letícia, que teve morte cerebral confirmada nesta quinta-feiraOs ex-presidentes Fernando Henrique Cardoso e Luiz Inácio Lula da Silva no Hospital Sírio Libanês, onde está internada a ex-primeira-dama Marisa Letícia, que teve morte cerebral confirmada nesta quinta-feira - Foto: Divulgação/Ricardo Stuckert/Instituto Lula

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) recebeu nesta quinta-feira (2) a visita de seu antecessor no cargo, Fernando Henrique Cardoso (PSDB), no Hospital Sírio-Libanês, em São Paulo.

A visita do tucano ocorre após boletim médico divulgado nesta quinta pelo hospital informar que exame identificou ausência de fluxo cerebral em Marisa Letícia, mulher de Lula.

Leia mais: Confirmada morte cerebral de Marisa Letícia Lula da Silva

Diante do resultado, foram iniciados procedimentos de doação de órgãos, com autorização da família.

Os dois adversários políticos se reuniram em uma sala reservada do hospital.
O ex-presidente tucano fez a visita ao lado de José Gregori, ex-ministro da Justiça do governo FHC.

Quando a ex-primeira-dama Ruth Cardoso, mulher de FHC, morreu em 2008, o então presidente Lula foi ao velório e prestou solidariedade. "Leva tempo, leva muito tempo, mas chegará o dia em que irá doer menos", afirmou o petista ao tucano durante o velório.

O corpo da ex-primeira-dama Marisa Letícia Lula da Silva, de 66 anos, será velado no Sindicato dos Metalúrgicos do ABC, em São Bernardo do Campo, na Grande São Paulo. Ainda não se sabe qual o horário de início da cerimônia. 

Dilma

A ex-presidente Dilma Rousseff (PT) antecipou seu retorno da Europa, onde participou de uma série de palestras e eventos, diante da situação de Marisa.
Dilma estava em Paris nesta quinta-feira (2) quando foi avisada sobre o quadro da mulher do ex-presidente e decidiu embarcar para o Brasil ainda na noite desta quinta para prestar solidariedade a seu antecessor e padrinho político.

A ex-presidente concedeu palestras em universidades da Espanha e da Itália e no Senado francês nos últimos dias e a previsão era a de que passasse o fim de semana em Paris.

A petista deve chegar a São Paulo na manhã desta sexta (3).

Dilma e Marisa nunca foram amigas. Com o avanço da Operação Lava Jato sobre Lula e sua família, a ex-primeira-dama costumava esbravejar a amigos contra Dilma, dizendo que ela nunca fez nada para ajudar o ex-presidente e, assim como ecoavam outros petistas, Marisa culpava Dilma pelo desgaste da imagem do PT.

Veja também

Prefeito do Recife, João Campos, testa positivo para Covid-19
Coronavírus

Prefeito do Recife, João Campos, testa positivo para Covid-19

Tribunal abre brecha para reduzir pena tricentenária de Sérgio Cabral
Política

Tribunal abre brecha para reduzir pena tricentenária de Sérgio Cabral