Frota é condenado por injúria e difamação em processo movido por Jean Wyllys

Ator e deputado federal deverá pagar 620 dias-multa com prestação de serviços a comunidade e R$ 295 mil

Ex-deputado do PSOL, Jean WyllysEx-deputado do PSOL, Jean Wyllys - Foto: José Cruz/Agência Brasil

O ator e deputado federal eleito Alexandre Frota (PSL-SP) foi condenado nesta terça-feira (18) por injúria e difamação em processo movido pelo deputado federal reeleito Jean Wyllys (PSOL-RJ). A Justiça de São Paulo determinou ainda pagamento de multa de R$ 295 mil. Cabe recurso da decisão.

O caso que deu origem à ação ocorreu em abril do ano passado, quando Frota postou em seu perfil na rede social uma foto de Jean Wyllys, atribuindo-lhe a seguinte fala: "A pedofilia é uma prática normal em diversas espécies de animal (sic), anormal é o seu preconceito".

A publicação gerou quase dez mil compartilhamentos e mais de 4.000 mil curtidas, além de cerca de 2.000 comentários. A frase, segundo Jean Wyllys, jamais foi proferida por ele. Frota foi condenado pela Justiça Federal de São Paulo a uma pena de 2 anos e 26 dias de detenção, que deverá ser cumprida em regime aberto. Além disso, o ator deverá pagar 620 dias-multa pelos delitos de difamação e injúria a Wyllys, totalizando aproximadamente R$ 295 mil.

Leia também:
Processo contra deputado Jean Wyllys é arquivado no Conselho de Ética
Após punir Jean Wyllys, Conselho de Ética livra filho de Bolsonaro por 'cuspegate'


"A frase foi criada com a finalidade de difamar Jean Wyllys, causando na comunidade cibernética o sentimento de repúdio por empatia emocional com as vítimas de pedofilia", afirmou a juíza responsável pela decisão, Adriana Freisleben de Zanetti.

A pena de prisão foi substituída por prestação de serviços a comunidade e limitações aos finais de semana. Frota poderá assumir o cargo de deputado normalmente, já que este tipo de crime não é contemplado pela Lei da Ficha Limpa.

A reportagem tentou entrar em contato com a defesa de Frota, mas não obteve resposta até a publicação deste texto.

Veja também

Governo defende que civis sejam julgados pela Justiça Militar em caso de ofensa às Forças Armadas
Brasil

Governo defende que civis sejam julgados pela Justiça Militar em caso de ofensa às Forças Armadas

Osmar Terra publica mensagem de pesar pelas 500 mil mortes por Covid
Coronavírus

Osmar Terra publica mensagem de pesar pelas 500 mil mortes por Covid