Gabinete de Segurança Institucional analisa impactos da paralisação

O presidente Michel Temer participou dos 15 minutos finais da reunião ao lado de mais sete ministros e o secretário-executivo do Ministério de Minas e Energia

Eliseu PadilhaEliseu Padilha - Foto: Marcelo Camargo/Arquivo Agência Brasil

Integrantes do chamado gabinete de crise estão reunidos hoje (25), no Gabinete de Segurança Institucional (GSI), para avaliar os impactos do quinto dia de paralisação dos caminhoneiros e também as indicações de cumprimento do acordo firmado com a categoria. O presidente Michel Temer participou dos 15 minutos finais da reunião ao lado de mais sete ministros e o secretário-executivo do Ministério de Minas e Energia.

No começo da reunião, o ministro-chefe da Casa Civil, Eliseu Padilha, afirmou que o quadro será avaliado pelo governo para ter uma análise mais completa. "É uma reunião de rotina em que nós vamos fazer uma avaliação, em decorrência do que aconteceu durante a semana, uma avaliação do que está acontecendo", disse o ministro antes de entrar na reunião.

Leia também
Temer fará pronunciamento sobre paralisação de caminhoneiros
Presidenciáveis comentam medidas do governo sobre greve dos caminhoneiros
Temer anuncia acordo em evento e diz esperar que greve esteja resolvida até esta sexta


Participaram da reunião os ministros da Casa Civil, Secretaria de Governo, Defesa, Segurança Nacional, Transportes, Agricultura, Fazenda, Advocacia-Geral da União e o secretário-executivo do Ministério de Minas e Energia.

O governo avalia nos bastidores como reagir a uma possibilidade de locaute, quando os empresários do setor comandam as paralisações. Ainda no final desta manhã, Temer participa da reunião do Conselho Nacional de Política Fazendária (Confaz), que reúne secretários estaduais de Fazenda, no Planalto, quando é esperado que ele fale do assunto.

Veja também

Primeira reunião da CPI da Covid-19 será realizada depois do feriado

Primeira reunião da CPI da Covid-19 será realizada depois do feriado

Senador Flávio Bolsonaro sofre acidente de quadriciclo no Ceará e lesiona o ombro
Política

Flávio Bolsonaro sofre acidente de quadricíclo no Ceará