Garotinho recebe alta e segue para prisão domiciliar

Ex-governador é acusado de usar o programa social municipal Cheque Cidadão para comprar votos na eleição

Tribunal Regional Eleitoral de Pernambuco (TRE-PE)Tribunal Regional Eleitoral de Pernambuco (TRE-PE) - Foto: Arquivo/Folha de Pernambuco

O ex-governador do Rio de Janeiro Anthony Garotinho recebeu alta, nesta terça-feira (22), do Hospital Quinta D'Or, na zona norte da cidade. Garotinho estava internado na unidade desde sábado (19). No domingo (20), ele foi submetido a um procedimento de cateterismo.

O ex-governador teve prisão decretada pelo Juízo da 100ª Zona Eleitoral, de Campos dos Goytacazes, no norte do estado. Ele é acusado de usar o programa social municipal Cheque Cidadão para comprar votos na eleição daquele município.

Garotinho foi preso no último dia 16 pela Polícia Federal. No mesmo dia, ele sentiu-se mal e foi internado no Hospital Municipal Souza Aguiar. No dia seguinte, a Polícia Federal decidiu transferi-lo para o hospital penal do Complexo Penitenciário de Bangu.

No sábado, o Tribunal Superior Eleitoral autorizou a prisão domiciliar de Garotinho e ele pôde ser transferido para o Quinta D'Or.

De acordo com a defesa do ex-governador, ele ficará preso em sua casa, no Rio de Janeiro, com escolta policial.

Veja também

Camila Pitanga estrela campanha do TSE por mais mulheres na política
Eleições 2020

Camila Pitanga estrela campanha do TSE por mais mulheres na política

Saiba como denunciar atos presenciais de campanha que gerem aglomeração
Eleições 2020

Saiba como denunciar atos presenciais de campanha que gerem aglomeração