Gebran suspende processo de Palocci por três meses

O caso envolve contratos com a Odebrecht na construção das sondas da Sete Brasil e o Estaleiro Enseada do Paraguaçu

Ex-ministro Antonio PalocciEx-ministro Antonio Palocci - Foto: Reprodução/Internet

O desembargador João Pedro Gebran Neto, do Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4), suspendeu por três meses o processo em que o ex-ministro Antonio Palocci foi condenado a 12 anos de prisão por lavagem de dinheiro e corrupção passiva.

O caso envolve contratos com a Odebrecht na construção das sondas da Sete Brasil e o Estaleiro Enseada do Paraguaçu. No despacho, publicado na tarde desta quarta (27) ele justifica a suspensão "tendo em vista a homologação do acordo de colaboração firmado" firmado entre Palocci e a Polícia Federal e homologado na Justiça na última sexta (22).

Leia também:
Justiça homologa delação de Antonio Palocci
Fachin rejeita mais um habeas corpus de Antonio Palocci


Gebran salienta ainda que os "elementos probatórios" eventualmente coletados na colaboração "são irrelevantes" para o processo em questão já que a instrução criminal já foi encerrada.

Veja também

Travessia de Dino é vista como sinal contra a Federação
Folha Política

Travessia de Dino é vista como sinal contra a Federação

Planalto aposta em combo para a reeleição de Bolsonaro
Edmar Lyra

Planalto aposta em combo para a reeleição de Bolsonaro