Gilmar Mendes manda soltar ex-presidente da Fecomércio-RJ

Orlando Santos Diniz, preso em fevereiro, por determinação do juiz federal Marcelo Bretas. Ele foi alvo da Operação Jabuti, um desdobramento da Lava Jato no Rio de Janeiro

Ministro Gilmar Mendes, do STFMinistro Gilmar Mendes, do STF - Foto: Reprodução

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Gilmar Mendes mandou soltar há pouco o ex-presidente da Federação do Comércio do Estado do Rio de Janeiro (Fecomércio-RJ).

Orlando Santos Diniz, preso em fevereiro, por determinação do juiz federal Marcelo Bretas. Ele foi alvo da Operação Jabuti, um desdobramento da Lava Jato no Rio de Janeiro.

Leia também:
PF vê participação de senadores em esquema no Ministério do Trabalho
Ministério do Trabalho suspende registros sindicais por 30 dias

Diniz foi preso sob a acusação do Ministério Pública Federal (MPF) de participar de um esquema criminoso que desviou mais de R$ 10 milhões de recursos públicos provenientes do Serviço Social do Comércio (Sesc) e do Serviço Nacional de Aprendizagem do Comércio (Senac), por meio de notas fiscais sem a prestação de serviços e com o pagamento de funcionários fantasmas ligados a pessoas de confiança do ex-governador Sérgio Cabral.

Veja também

Bolsonaro foi alertado e recebeu documentos sobre suspeitas na compra da Covaxin, diz deputado
Corrupção

Bolsonaro foi alertado e recebeu documentos sobre suspeitas na compra da Covaxin, diz deputado

CPI da Pandemia aprova convocação de empresas de tecnologia
Senado

CPI da Pandemia aprova convocação de empresas de tecnologia