Política

Gilmar Mendes solta doleiro preso na Operação Câmbio, Desligo

Com a decisão, Marcelo Rzezinski será libertado mediante o cumprimento de medidas cautelares diversas da prisão, como proibição de deixar o país e de manter contato com outros investigados.

Ministro Gilmar MendesMinistro Gilmar Mendes - Foto: Carlos Moura/SCO/STF

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Gilmar Mendes mandou soltar nesta segunda-feira (25) mais um investigado preso pela Polícia Federal (PF) na Operação Câmbio, Desligo. Na operação, a PF investiga esquema de corrupção que atuava, por meio de doleiros, no Rio de Janeiro.

Com a decisão, Marcelo Rzezinski será libertado mediante o cumprimento de medidas cautelares diversas da prisão, como proibição de deixar o país e de manter contato com outros investigados.

Leia também:
Ministério Público denuncia Joesley e Miller sob acusação de corrupção passiva e ativa
Moro condena ex-gerente da Transpetro a 12 anos e seis meses de prisão


A Operação Câmbio, Desligo desarticulou um esquema de movimentação de ilícitos no Brasil e no exterior. As operações eram do tipo dólar-cabo, uma forma de movimentação paralela, sem passar pelo sistema bancário, de entrega de dinheiro em espécie, pagamento de boletos e compra e venda de cheques de comércio.

De acordo com o Ministério Público Federal (MPF), a atuação de doleiros foi necessária para operacionalizar recursos desviados durante a gestão de Sérgio Cabral no governo do Rio de Janeiro.

Veja também

Partidos têm até dia 31 para pedir registro de federações partidárias
Eleições 2022

Partidos têm até dia 31 para pedir registro de federações partidárias

Lula reúne aliados para desatar nós e resistências em estados-chave
ELEIÇÕES 2022

Lula reúne aliados para desatar nós e resistências em estados-chave