Gleisi Hoffmann diz que nada espera do TRF-4

Em janeiro, a 8ª turma do tribunal confirmou a condenação de Lula no caso do tríplex em Guarujá e elevou a pena do ex-presidente para 12 anos e um mês de prisão

Senadora Gleisi HoffmannSenadora Gleisi Hoffmann - Foto: Divulgação/ Agência PT de Notícias

A presidente do PT, Gleisi Hoffmann, disse nesta segunda-feira (26), que já sabe o posicionamento do TRF-4 (Tribunal Regional Federal da 4ª Região), onde será julgado recurso apresentado pela defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva contra sua condenação.

"Nós já sabemos o resultado do TRF-4 e nunca esperamos nada de lá. Já sabemos o posicionamento", disse ela.

Em janeiro, a 8ª turma do tribunal confirmou a condenação de Lula no caso do tríplex em Guarujá e elevou a pena do ex-presidente para 12 anos e um mês de prisão.

Chegando hoje ao estado do Paraná, Lula acompanhará o julgamento em Foz do Iguaçu. O ex-presidente está a caminho da cidade de Francisco Beltrão.

De lá, seguirá de avião para Foz de Iguaçu, onde participa de ato sobre a tríplice fronteira.

Na quarta-feira (28), Lula encerará a caravana no centro de Curitiba. Principal adversário de Lula segundo as pesquisas de opinião, o deputado Jair Bolsonaro conclamou seus apoiadores para uma atividade no mesmo dia, embora a agenda de Lula tenha sido anunciada há um mês.

Sobre a coincidência de datas, Gleisi afirma que Bolsonaro tem o direito de fazer a conclamação a quem ele quiser. "O que ele não tem o direito é de insuflar a violência com o pessoal dele está fazendo aqui no Sul".

Coordenador da caravana de Lula, afirmou que os simpatizantes de Bolsonaro se valem de "um esquema que não tem povo, não tem massa, e quer impedir que o presidente Lula converse com as pessoas".

"Ele não consegue fazer uma caravana como nós estamos fazendo e quer pegar carona na caravana do presidente Lula."

Para o líder do PT na Câmara, Paulo Pimenta (RS), não dá para comparar a presença do ex-presidente com o que Bolsonaro planeja fazer. Segundo ele, Bolsonaro pretende dar aos seus compromissos a mesma dimensão da caravana de Lula.

"Nós vamos lá para jogar uma partida da série A. O Bolsonaro está jogando a série C. É incomparável", diz Pimenta.

Apesar do discurso, dirigentes petistas manifestam em suas conversas preocupação com o tom adotado por Bolsonaro nas redes sociais.

Na opinião de petistas, Bolsonaro está chamando para a briga.

Veja também

Líder do MBL é denunciado sob a acusação de tráfico de influência e fraude em licitação
Política

Líder do MBL é denunciado sob a acusação de tráfico de influência e fraude em licitação

Escândalo do dinheiro na cueca abre espaço para avanço do centrão no Senado
Política

Escândalo do dinheiro na cueca abre espaço para avanço do centrão no Senado