Governistas apostam em aumento do espaço do PSC

Nas coxias, uma bolsa de apostas dá conta de que partido pode ampliar cota em meio às movimentações do secretariado

André FerreiraAndré Ferreira - Foto: Kerol Correia/Alepe

O PSC, partido presidido no Estado pelo deputado estadual André Ferreira, tem na sua cota, hoje, no Governo Paulo Câmara, a Empresa Pernambucana de Transporte Intermunicipal (EPTI). O grupo dos Ferreira ocupara ainda o DER, como espaço do PR, partido do prefeito de Jaboatão, Anderson Ferreira, onde o secretário de Transportes, Sebastião Oliveira, também exerce influência. Em 2016, quando André assumiu o PSC, o partido tinha sete vereadores no Estado e, hoje, tem 51, além de dois vice-prefeitos. Segue, agora, para uma eleição na qual espera ampliar a bancada de deputados estaduais e trabalha para emplacar o candidato ao Senado na chapa do governador. Nas coxias, há uma bolsa de apostas dando conta de que com as movimentações no secretariado, esperadas em função do prazo de desincompatibilização, o PSC possa ter seus espaços ampliados na administração estadual. Essa construção atrelaria ainda mais o deputado André Ferreira ao projeto do governador, afastando-o, consequentemente, da aliança oposicionista. "Eles (oposicionistas) estavam na expectativa de negociar com André a vaga do Senado, mas essa chegada de Uchoa (ao PSC) mudou tudo. Uchoa puxou mesmo os Ferreira para lá (para o lado do governo)", observa um parlamentar em reserva. Na oposição, há apostas crescentes no nome do senador Armando Monteiro Neto para encabeçar a chapa. Mas membros do grupo alertam para a necessidade de se fortalecer a composição com nomes de peso para o Senado.

Indisposição do eleitorado
A avaliação do presidente nacional do PSB, Carlos Siqueira, em relação à importância do ingresso de Joaquim Barbosa na sigla decorre menos de pesquisas, diz ele, e mais da percepção de que o cenário continua incerto. "Há uma indisposição do eleitorado com os candidatos. O que tem mais alto percentual, que é Lula, tem percentual de rejeição ainda maior", calcula.

O que falta > Siqueira prossegue: "Isso indica que o eleitorado espera um nome que possa empolgá-lo, capaz de acenar com a perspectiva de renovação política. Minha avaliação decorre disso. A pesquisa é apenas um elemento"

Um café > Depois de promover almoço-debate com o ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, o Lide Pernambuco recebe em café da manhã, no próximo dia 16 de abril, o ministro da Segurança Pública, Raul Jungmann.

Subtração 1 > Um preocupação ronda as hostes socialistas no Estado. Dos oito deputados federais eleitos pela sigla em 2014, deixaram a bancada: Pastor Eurico, Fernando Filho, Marinaldo Rosendo e João Fernando Coutinho.

Subtração 2 > O núcleo mais ligado ao Palácio das Princesas restou formado por Danilo Cabral, Felipe Carreras e Tadeu Alencar. João Campos deve se juntar ao grupo como reforço após o pleito deste ano. Mas as perdas acendem sinal amarelo sobre nomes como Gonzaga Patriota e Severino Ninho, que estariam carecendo de atenção, segundo aliados.

Só observo > Um deputado da base, observador da cena, sapeca: "É especialidade do PSB não ter atenção com seus aliados. Como cabrito bom não berra, estou calado".

Cálculos > Na Assembleia Legislativa, deputados fazem as contas: o PSB pode perder Vinícius Labanca, Roberta Arraes e Marcantônio Dourado.

Veja também

Bolsonaro diz que pediu flexibilização de restrições para entrada nos EUA para estudantes
Diplomacia

Bolsonaro diz que pediu menos restrições para entrada de estudantes nos EUA

Disputa começa a entrar na pauta do eleitor
Edmar Lyra

Disputa começa a entrar na pauta do eleitor