A-A+

Governistas trabalham para barrar PEC de Feitosa

Líder do Governo, Isaltino Nascimento (PSB) classifica iniciativa do parlamentar como um equívoco político

O parlamentar Isaltino Nascimento, concede entrevista excluisva a Rádio Folha para o Folha PoliticaO parlamentar Isaltino Nascimento, concede entrevista excluisva a Rádio Folha para o Folha Politica - Foto: Jose Britto / FolhaPE

Mais uma vez, deputados estaduais pernambucanos estão insurgindo-se para legislarem sobre matéria financeira e tributária. Porém, se depender da base governista a PEC nº 01/2019 não será aprovada. Em entrevista à Rádio Folha FM 96,7, ontem, o líder do Governo Alepe, Isaltino Nascimento (PSB), classificou como "equívoco político" a PEC de Alberto Feitosa (SD). Para Isaltino, o papel do legislativo estadual é fiscalizar o Poder Executivo. Já na visão de Feitosa, que procura apoio em outros legislativos estaduais, isso é limitar a capacidade dos deputados e cercear a autonomia parlamentar. Por outro lado, Isaltino levanta a possibilidade de parlamentares direcionarem ações "para contemplarem suas bases políticas sem uma diretriz macro", ou seja, deputados priorizariam projetos de "interesse individual" em detrimento de uma "estratégia coletiva". "Todo ano o governador reúne, discute as prioridades, independente de governo e oposição", argumentou o líder governista. A batalha política está aberta.

 

Audiência 

 

O autor da PEC, Alberto Feitosa (SD), lembra que apenas Pernambuco e Acre não permitem que seus deputados legislem sobre matérias tributárias e financeiras. No dia 29, Feitosa fará audiência pública trazendo o presidente da Unale, Kennedy Nunes (PSD- SC), que defenderá a PEC.
folha 21 anos I > A Alepe realiza sessão solene para homenagear os 21 anos da Folha de Pernambuco. O jornal integra as empresas do Grupo EQM, que tem à frente o presidente Eduardo Monteiro. A solenidade será hoje, a partir das 18h, no auditório Sérgio Guerra. A solicitação foi do deputado Isaltino Nascimento (PSB), líder do governo.
Folha 21 anos II > “Nosso mandato quis deixar registrado nos anais da Alepe essa importante data. A Folha de Pernambuco é um meio de comunicação consolidado, administrado profissionalmente e com capital intelectual de sobra para crescer cada vez mais”, destaca Isaltino.
Pressão > A bancada evangélica na Alepe vai pressionar para que a Secretaria Mulher reveja um concurso de fotografia voltado para o público LGBT. "Eu quero saber como o governo vai identificar se é bissexual. Vai ter uma máquina para identificar? Não tem. Isso a gente percebe que é uma política para incentivar o homossexualismo", criticou Joel da Harpa (PP).
Defesa > As deputadas da Alepe, porém, saíram em defesa do concurso. "Muitas vezes, as mulheres bissexuais e lésbicas são tão excluídas que não se sentem nem a vontade de participar", explicou Simone Santana (PSB). "A secretaria quer incluir as mulheres que são lésbicas, travestis e transexuais nesse edital”, defendeu Gleide Ângelo (PSB).
Governadores > Ontem, 24 dos 27 governadores brasileiros participaram de encontro em Brasília para discutir temas de interesse dos Estados. A educação básica foi um dos principais pontos da reunião. Paulo Câmara (PSB) defendeu a ampliação da participação da União no Fundeb.
Agenda > Após o Fórum, os gestores estaduais acertaram ir ao Congresso, no dia 8 de maio, para apresentar uma pauta comum de pontos prioritários dos Estados a ser defendida no Legislativo, dentre eles a reforma da Previdência.

 

Veja também

Senado aprova PEC que flexibiliza gastos na educação em 2020 e 2021
Senado e educação

Senado aprova PEC que flexibiliza gastos na educação em 2020 e 2021

Citação de Bolsonaro a 'cristãos afegãos' em fala na ONU foi aceno a evangélicos
ONU

Citação de Bolsonaro a 'cristãos afegãos' em fala na ONU foi aceno a evangélicos