Governo quer aprovar PL sobre Previdência de militares sem alterações

A expectativa do governo é de que seja instalada amanhã, no Congresso, a Comissão Especial que vai analisar o PL

Ministro da Defesa, Fernando AzevedoMinistro da Defesa, Fernando Azevedo - Foto: Divulgação/TV Brasil

O ministro da Defesa, Fernando Azevedo e Silva, disse nesta segunda-feira (12) que espera que o Projeto de Lei (PL) 1645/2019, que trata da nova Previdência dos militares, seja aprovado sem alterações. "Espero que passe da melhor maneira possível, da maneira que está", acrescentou.

A expectativa do governo é de que seja instalada amanhã, no Congresso, a Comissão Especial que vai analisar o PL. "O Congresso é soberano. As discussões vão começar agora, mas foi um caminho longo", disse Silva destacando que o texto já foi acordado com as forças armadas, com a equipe econômica do governo federal e com o próprio presidente da República, Jair Bolsonaro.

Leia também:
Após reforma da Previdência, governo Bolsonaro troca presidência de fundo da educação
Bolsonaro escolhe militares e filiados ao PSL para comissão de mortos e desaparecidos
Maia entrega Previdência a Alcolumbre e proposta começa a tramitar no Senado
Câmara conclui votação da reforma da Previdência e proposta vai ao Senado

Questionado se não via como privilégio os termos do PL que incluem, por exemplo, a manutenção da integralidade do salário de servidores da ativa, o ministro discordou.

"Não vejo privilégio algum. Se existe uma carreira dentre as carreiras de Estado, inclusive dentro do Executivo, que tem defasagem muito grande, é a carreira militar", disse.

Veja também

Bolsonaro fará cirurgia em São Paulo nesta sexta
Bolsonaro

Bolsonaro fará cirurgia em São Paulo nesta sexta

Bolsonaro diz que pode entrar em eleição para influenciar em São Paulo, Santos e Manaus
Eleições 2020

Bolsonaro diz que pode entrar em eleição para influenciar em São Paulo, Santos e Manaus