Governo quer que PTB indique outro nome para Ministério do Trabalho

Para a equipe presidencial, as críticas à Cristiane Brasil ganharam mais peso e podem aumentar o nível de rejeição do Presidente Temer, que já é alto

Cristiane curtiu dias de descanso, no período do réveillon de 2017, em Fernando de NoronhaCristiane curtiu dias de descanso, no período do réveillon de 2017, em Fernando de Noronha - Foto: Reprodução/Instagram

A avaliação, feita de maneira reservada por assessores e auxiliares presidenciais, é de que mesmo que consiga assumir a pasta, a deputada federal Cristiane Brasil continuará a causar desgaste ao presidente Michel Temer.

O inquérito que a investiga por suspeita de associação ao tráfico de drogas durante a campanha eleitoral de 2010 foi remetido à Procuradoria-Geral da República, que dará prosseguimento a ele mesmo que o Supremo Tribunal Federal (STF) permita a posse da parlamentar.

Leia também:
Marun diz que governo vai insistir na posse de Cristiane Brasil como ministra
Cristiane Brasil se diz vítima de julgamento político e pede definição da posse

Para a equipe presidencial, as críticas à filha de Jefferson, que antes eram restritas à esfera trabalhista, ganharam mais peso com a revelação da investigação, agravando o impacto político de uma nomeação da parlamentar sobre a imagem do presidente, cujo índice de rejeição já é alto. Em conversas reservadas, o emedebista tem reconhecido que a situação da deputada federal é difícil, mas pondera que a decisão deve partir do presidente nacional do PTB. Ele avalia que, às vésperas da votação da reforma previdenciária, não é o momento de melindrar um partido da base aliada.

"A indicação é do PTB. É o PTB que tem que, se for o caso, avaliar se quer ou não quer continuar", disse o ministro da Casa Civil, Eliseu Padilha. A aposta do entorno do presidente é de que Jefferson deve acabar cedendo e desistindo da indicação para evitar que a filha seja alvo de novas acusações, que poderão afetar a sua reeleição ao cargo na disputa deste ano. Se o PTB abrir mão da parlamentar, o principal cotado para a pasta é o deputado federal Alex Canziani (PTB-PR).

'Deus'
Na segunda-feira (5), o presidente nacional do PTB mudou de postura em relação ao final de semana. Segundo ele, a indicação da filha para o cargo "está nas mãos de Deus". "Não falo mais sobre o assunto", disse à reportagem. No sábado (3), no entanto, ele defendia abertamente a manutenção da indicação da parlamentar pelo PTB e ressaltava que ela não sairia do episódio como "bandida".

Em nota pública, Cristiane disse nesta segunda-feira (5) que está sendo alvo de um julgamento político e pediu celeridade à presidente do STF, Cármen Lúcia, que suspendeu temporariamente a posse no dia 22 de janeiro e não voltou a se manifestar até o momento. "Venho sofrendo uma campanha difamatória que busca impedir minha posse?", afirmou.

Veja também

Cresce número de candidatos da área de saúde nestas eleições
Eleições 2020

Cresce número de candidatos da área de saúde nestas eleições

DataVox Petrolina: Miguel Coelho teria mais de 80% dos votos válidos
Edmar Lyra

DataVox Petrolina: Miguel Coelho teria mais de 80% dos votos válidos