Governo quer travar salário de servidor de entes que gastam muito com folha, diz Guedes

Segundo ele, o governo deverá enviar uma reforma administrativa ao Congresso

O ministro da Economia, Paulo GuedesO ministro da Economia, Paulo Guedes - Foto: Antonio Cruz/Agência Brasil

O ministro Paulo Guedes afirmou nesta quinta-feira (10) que o governo estuda travar reajustes de funcionários públicos em entes federativos que gastem mais de 80% com folha de pagamento.

Segundo ele, o governo deverá enviar uma reforma administrativa ao Congresso.
O ministro afirmou que os servidores públicos tiveram reajustes de salário acima da inflação nos últimos anos. "Tiveram tanto aumento, está na hora de dar uma descansadinha".

Leia também:
Governo arrecada R$ 8,9 bilhões em primeiro de três leilões de petróleo
Congresso aprova reajuste do mínimo somente pela inflação em 2020

"Enquanto o Brasil afundava, o salário do servidor público estava subindo. Foram 50% de aumento real em 10 anos. Tudo isso porque a máquina gasta muito e gasta mal porque gasta consigo mesma, com privilégios, aposentadorias", disse. "Será que é hora de travar os salários por um ou dois anos? Estamos redesenhando isso em uma reforma administrativa e vamos mudar o plano de carreira", afirmou.

O gasto público, de acordo com Guedes, minou a capacidade de investimento do país. "O Brasil já investiu 25% do PIB e isso foi caindo. Hoje setor público investe 1,5% do PIB porque gasta muito e mal".

Veja também

Bolsonaro fará cirurgia em São Paulo nesta sexta
Bolsonaro

Bolsonaro fará cirurgia em São Paulo nesta sexta

Bolsonaro diz que pode entrar em eleição para influenciar em São Paulo, Santos e Manaus
Eleições 2020

Bolsonaro diz que pode entrar em eleição para influenciar em São Paulo, Santos e Manaus