Governo quer travar salário de servidor de entes que gastam muito com folha, diz Guedes

Segundo ele, o governo deverá enviar uma reforma administrativa ao Congresso

O ministro da Economia, Paulo GuedesO ministro da Economia, Paulo Guedes - Foto: Antonio Cruz/Agência Brasil

O ministro Paulo Guedes afirmou nesta quinta-feira (10) que o governo estuda travar reajustes de funcionários públicos em entes federativos que gastem mais de 80% com folha de pagamento.

Segundo ele, o governo deverá enviar uma reforma administrativa ao Congresso.
O ministro afirmou que os servidores públicos tiveram reajustes de salário acima da inflação nos últimos anos. "Tiveram tanto aumento, está na hora de dar uma descansadinha".

Leia também:
Governo arrecada R$ 8,9 bilhões em primeiro de três leilões de petróleo
Congresso aprova reajuste do mínimo somente pela inflação em 2020

"Enquanto o Brasil afundava, o salário do servidor público estava subindo. Foram 50% de aumento real em 10 anos. Tudo isso porque a máquina gasta muito e gasta mal porque gasta consigo mesma, com privilégios, aposentadorias", disse. "Será que é hora de travar os salários por um ou dois anos? Estamos redesenhando isso em uma reforma administrativa e vamos mudar o plano de carreira", afirmou.

O gasto público, de acordo com Guedes, minou a capacidade de investimento do país. "O Brasil já investiu 25% do PIB e isso foi caindo. Hoje setor público investe 1,5% do PIB porque gasta muito e mal".

Veja também

Prefeito exonera vice cassado
Carlos Britto

Prefeito exonera vice cassado

Senado aprova texto-base da PEC que libera até R$ 44 bilhões para novo auxílio emergencial
Novo auxílio

Senado aprova texto-base da PEC que libera até R$ 44 bilhões para novo auxílio emergencial