Sem valor

Governo revoga mais 305 decretos sem eficácia legal

Desde 2019, mais de 4,1 mil atos normativos foram extintos

A meta é completar cinco mil revogações para a ocasião dos mil dias de governo, no segundo semestre.A meta é completar cinco mil revogações para a ocasião dos mil dias de governo, no segundo semestre. - Foto: Evaristo Sá/AFP

O presidente Jair Bolsonaro revogou mais 305 atos normativos do governo federal, informou a Secretaria-Geral da Presidência nesta quinta-feira (17). A ação, que tem sido chamada de revogaço, tem o objetivo de reduzir o arcabouço legislativo com a extinção de normas que já perderam a eficácia legal. 

A pasta destacou que os 305 decretos revogados foram editados no ano de 1992 e tratam exclusivamente de matérias orçamentárias. 

"Seus efeitos já se exauriram no tempo, pois restritos àquele exercício financeiro. Com a edição deste decreto, o governo federal dá continuidade aos esforços de simplificação do arcabouço jurídico pátrio, facilitando o acesso da sociedade às normas efetivamente válidas", informou.

Desde o início do governo, em 2019, já foram revogados um total de 44.154 decretos. A meta é completar cinco mil revogações para a ocasião dos mil dias de governo, no segundo semestre.

Veja também

Mario Frias exonera seu chefe de gabinete, Gustavo Menna Barreto

Mario Frias exonera seu chefe de gabinete, Gustavo Menna Barreto

Após ataques de Bolsonaro, ex-presidentes do TSE desde 1988 defendem voto eletrônico
Eleições

Após ataques de Bolsonaro, ex-presidentes do TSE desde 1988 defendem voto eletrônico