Grupos jogam tinta em prédio de Cármen Lúcia; veja vídeo

Ato foi divulgado pelo MST e Levante Popular

Manifestantes jogam tinta no prédio de Cármen Lúcia Manifestantes jogam tinta no prédio de Cármen Lúcia  - Foto: Mauro Pimentel / AFP

O MST e o Levante Popular da Juventude divulgaram um escracho em frente à casa da presidente do STF (Supremo Tribunal Federal), Cármen Lúcia, em Belo Horizonte.
Imagens mostram que a fachada do edifício foi pintada de vermelho, com bombas de tinta. Segundo os militantes, o ato foi durante a tarde e reuniu cerca de 450 pessoas.

A assessoria do STF confirmou que um grupo de militantes do MST jogou tinta vermelha na fachada do prédio. No momento do protesto não havia ninguém no apartamento, que a ministra frequenta a cada 15 ou 20 dias porque dá aulas numa universidade na capital mineira. A assessoria do STF informou que a ministra não irá se manifestar sobre o protesto.

Leia também:
Cármen Lúcia diz que todos os julgamentos do STF são feitos nos termos da lei




Ainda na capital mineira, manifestantes favoráveis a Lula começaram a se concentrar durante a tarde na Praça Sete, no centro. A Frente Brasil Popular e o PT convocaram atos na praça ao longo desta sexta (6). A multidão já ocupa a avenida Afonso Pena. Mais cedo, militantes de esquerda acompanharam a ida da ex-presidente Dilma Rousseff ao Tribunal Regional Eleitoral para transferir seu título de eleitor de Porto Alegre para BH.

Veja também

Embaixador de Israel cobra compromisso com verdade histórica sobre o nazismo de governadora de SC
santa catarina

Embaixador de Israel cobra compromisso com verdade histórica sobre o nazismo de governadora de SC

Deputado do PT pede afastamento de Salles por quebra de decoro após ofensa a Rodrigo Maia
política

Deputado do PT pede afastamento de Salles por quebra de decoro após ofensa a Rodrigo Maia