Haddad acena de lá e Wagner janta com Paulo

Mais três petistas foram à mesa, ontem: Fernando Pimentel, Wellington Dias e Rui Costa

Paulo Câmara, governador de Pernambuco, e Jaques Wagner, ex-governador da BahiaPaulo Câmara, governador de Pernambuco, e Jaques Wagner, ex-governador da Bahia - Foto: Divulgação

Enquanto o ex-prefeito Fernando Haddad saiu da visita ao ex-presidente Lula, ontem, acenando para as boas "ideias" do governador de Pernambuco e para a manutenção do debate com o socialista, o ex-governador da Bahia, Jaques Wagner estava no Recife, onde jantou, ontem, no Palácio das Princesas. Em comum, Wagner e Haddad tem o fato de terem seus nomes ventilados para concorrerem ao Planalto, caso o ex-presidente Lula seja impedido de disputar. São ainda lideranças nacionais da sigla. Além de Wagner, mais três petistas foram à mesa, ontem, com o chefe do Executivo estadual pernambucano: Fernando Pimentel (MG), Wellington Dias (PI) e Rui Costa (BA). Estão entre os nove governadores do Nordeste que confirmaram presença na reunião que Paulo Câmara comanda, hoje, às 9h. O encontro de ontem só com petistas é simbólico, uma vez que está em jogo uma aliança entre PT e PSB, que tem, agora, como variáveis principais os governos de Pernambuco e de Minas Gerais. Como a coluna cantou a pedra no último sábado, o acordo carrega, entre as possibilidades, um recuo do ex-prefeito de Belo Horizonte, Márcio Lacerda, da disputa pelo Palácio da Liberdade e a hipótese de ele vir a compor uma chapa com o presidenciável Ciro Gomes. Fernando Pimentel precisa atrair socialistas para seu palanque na corrida pela reeleição e o governador pernambucano trabalha para o PT aderir a sua aliança. Ontem, interlocutores do Campo das Princesas diziam que a composição em Minas Gerais estava "quente, bem quente". Leia-se: próximo de o martelo ser batido. Enquanto vice-presidente nacional do PSB, Paulo Câmara tem feito um movimento nacional no sentido de harmonizar essa aliança e o encontro de governadores do Nordeste se dá em meio a essas costuras. Ao sair do encontro com Lula ontem, Haddad deu uma senha: "Ele (Lula) me recomendou que mantivesse o debate com demais partidos.
Ele quer que seu plano de governo reflita, inclusive, as boas ideias de governadores como Flávio Dino, como Paulo Câmara".

Foco 1
A despeito do debate interno no PSDB para composição da majoritária da oposição envolver todos os nomes da sigla, o deputado federal Betinho Gomes reafirma que seu projeto é de reeleição. "Numa composição qualquer, não me sentiria credenciado para essa missão", assinala Betinho.

Foco 2 > O parlamentar tucano prossegue: "Mas tem outras oções no PSDB para cumprir esse papel. Eu disse a Bruno (Araújo), que é importante pensar em critérios para essa definição, caso ele desista do Senado.

Critérios > Ideal, diz Betinho, seria "alguém que tenha característica que seja capaz de complementar perfil do candidato ao governo. Se for caso da vice, que tenha peso político e densidade suficiente para reforçar a chapa".

Cobranças 1 > O cofinanciamento da Upa Especialidades de Caruaru tem resultado em cobranças por parte da Prefeitura de Caruaru ao Governo do Estado. Segundo a administração municipal, o Estado tem débitos na Saúde com o município. E, agora, o Estado também pretende judicializar a questão para cobrar a dívida que entende que o município tem.

Cobranças 2 > Na gestão estadual, alega-se que UPA-E era para ser única e exclusivamente do município e que o Estado decidiu instalar e colaborar. Registra-se, entre auxiliares, que ficou decidido, em comissão bipartidária de Saúde, que os municípios ajudariam no custeio das UPAs e que as decisões do colegiado tem força de lei

Veja também

China também precisa da gente, diz Bolsonaro em meio a impasse sobre insumos de vacinas
Coronavírus

China também precisa da gente, diz Bolsonaro em meio a impasse sobre insumos de vacinas

Em reunião com chanceler da Índia em novembro, Ernesto criticou globalismo, mas não falou de vacina
Coronavírus

Em reunião com chanceler da Índia em novembro, Ernesto criticou globalismo, mas não falou de vacina