Henry fará palestra sobre o Nordeste a ministros

O deputado recebeu e acatou solicitação de Osmar Terra

Raul Henry (MDB)Raul Henry (MDB) - Foto: Alfeu Tavares / Folha de Pernambuco

Presidente do MDB em Pernambuco, o deputado federal Raul Henry recebeu solicitação do ministro da Cidadania, Osmar Terra, para fazer uma apresentação da região Nordeste a um grupo de ministros do governo Jair Bolsonaro. O emedebista acolheu a ideia, já preparou o material e aguarda agenda para falar ao grupo de trabalho criado com foco no Nordeste. A apresentação seguirá a seguinte lógica: primeiro, ele elencará dados sobre a desigualdade regional no Brasil, depois mostrará que há, no Nordeste, um conjunto de oportunidades econômicas. O dirigente do MDB quer mostrar que, se esses potenciais forem apoiados corretamente pelo Estado brasileiro, o Nordeste tem plenas condições de reverter uma situação que se perpetua há cem anos: tem metade da renda per capita do Brasil. Henry usa como inspiração exemplos da reunificação da Alemanha e políticas da União Europeia para os países periféricos. Raul já testou a apresentação, inclusive. Reuniu, em seu escritório, cerca de 20 pessoas, incluindo nomes como Zé Arlindo Soares, Sheila Pincovsky, Leonardo Cerquinho, do Porto de Suape, Roberto Abreu, da Ad Diper, Cláudio Marinho, Francisco Cunha, da TGI, entre outros. Raul realizou a apresentação a esse conjunto de pessoas como forma de obter uma avaliação crítica do conteúdo. Ainda em janeiro, o ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, anunciou a criação de um grupo interministerial para tratar de alternativas de desenvolvimento do Nordeste, que envolveria até oito pastas. A iniciativa, de lá para cá, acabou não engrenando. Henry está disposto a ajudar a jogar luz nas peculiaridades da região.

Sudene no radar


A mesma apresentação sobre o Nordeste que Raul Henry preparou para os ministros do govermo Bolsonaro ele pretende levar ao superintendente e corpo técnico da Sudene. O material também foi testado por ele em explanação à bancada do MDB do Nordeste, em Brasília.
comunicaram> Na reunião recente com o presidente Jair Bolsonaro, Augusto Coutinho, líder do Solidariedade, e o presidente nacional da sigla, Paulinho da Força, levaram à pauta a intenção de apresentar uma emenda para que estados e municípios possam propor suas próprias reformas ou referendar o modelo da previdência aprovado nacionalmente.
Batata quente > Deixaram claro ao presidente a intenção de não deixar só nas costas do Congresso Nacional a responsabilidade sobre as mudanças na aposentadoria.
convidados > Terá as presenças do presidente da Unale, Kennedy Nunes, do Assessor jurídico da Unale, Marcelo Maimone, e do professor de Direito Constitucional, Marcelo Labanca, o debate sobre a PEC que permite a deputados legislarem sobre matéria tributária e financeira na Alepe. O encontro será no dia 29, às 10h.
Day after > No dia seguinte, a PEC pode seguir para a Comissão de Constituição e Justiça para ser votada, conforme previsão do autor, Alberto Feitosa, que deve combinar esse trâmite com o presidente da comissão, Waldemar Borges.
Vida longa > Fred Amâncio, vice-presidente do Conselho Nacional de Secretários de Educação (Consed), é o primeiro secretário da área que segue para o quinto ano à frente da pasta em Pernambuco. Ele já presidiu o Consed.

Veja também

Criticado por postura na pandemia, Bolsonaro faz passeio de motocicleta em Brasília
Planalto

Criticado por postura na pandemia, Bolsonaro faz passeio de motocicleta em Brasília

Após esquerda, grupos à direita promovem carreatas contra Bolsonaro
Impeachment

Após esquerda, grupos à direita promovem carreatas contra Bolsonaro