Incêndio na Polícia Federal em Curitiba paralisa atendimento

Segundo a PF, fogo foi controlado rapidamente e não causou prejuízos

Um princípio de incêndio na superintendência da Polícia Federal em Curitiba - onde estão parte dos presos da Lava Jato - interrompeu o atendimento no prédio nesta segunda (20).

Segundo a PF, o incêndio ocorreu nesta madrugada e atingiu uma sala no subsolo, onde fica parte do setor elétrico do prédio. O fogo foi rapidamente controlado.

Não houve danos à carceragem da PF onde estão, entre outros presos, o empreiteiro Marcelo Odebrecht e o ex-ministro Antonio Palocci. Nem à documentação ou aos trabalhos da Operação Lava Jato.

Peritos irão trabalhar para descobrir a causa do incêndio. Por causa disso, o expediente no local foi suspenso nesta segunda (20).

Veja também

Prefeito do Recife, João Campos, testa positivo para Covid-19
Coronavírus

Prefeito do Recife, João Campos, testa positivo para Covid-19

Tribunal abre brecha para reduzir pena tricentenária de Sérgio Cabral
Política

Tribunal abre brecha para reduzir pena tricentenária de Sérgio Cabral