Jovens com título

Influencer recria cena de 'Meninas Malvadas' para incentivar jovens a tirarem título de eleitor

O criador de conteúdo disse que "sente falta" de campanhas de comunicação feitas por órgãos governamentais com uma linguagem voltada mais para o público jovem

Em outro post, Raphael explicou que a campanha foi criada por ele e seus amigos sem nenhum apoio governamentalEm outro post, Raphael explicou que a campanha foi criada por ele e seus amigos sem nenhum apoio governamental - Foto: Reprodução / Instagram

O influenciador digital Raphael Vicente, recriou a icônica cena do filme teen "Meninas Malvadas" (2004) em que as "Poderosas" são apresentadas à aluna nova Cady Heron (Lindsahy Lohan). Na paródia, no lugar da "abelha rainha" da escola Regina George surge Luciene, a aluna que possui um título de eleitor e é admirada pelos demais estudantes.

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

A post shared by Raphael Vicente (@raphaelviicente)

"Essa é a melhor campanha pra tirar o título de eleitor que vcs vão ver hojee", escreveu Rapha na postagem, usando também uma frase em referência a uma fala do clássico adolescente: "ENTRA NO CARRO JOVEM, VAMOS TIRAR ESSE TÍTULO!"

Em outro post, Raphael explicou que a campanha foi criada por ele e seus amigos sem nenhum apoio governamental.

— Em meio ao caos político que vivemos, é indispensável que todos assumam um compromisso de tentar melhorar o nosso país. Começando pelo voto. Fora que os jovens são o futuro, né? Formamos nossa opinião e defendemos os nossos espaços. E a melhor forma que podemos fazer isso é votando! — disse ele.

Ao Globo, Raphael disse que "sente falta" de campanhas de comunicação feitas por órgãos governamentais com uma linguagem voltada mais para o público jovem.

— Não se faz vídeo de incentivo aos jovens com campanhas genéricas como estamos acostumados a ver — afirmou, acrescentando acreditar numa comunicação mais eficaz quando é usada a linguagem do público-alvo. — Botei referências de um filme que todo jovem conhece, e fechei com uma música de um vídeo que viraliza todo ano de um menino dançando em cima de um ônibus no Carnaval.

O vídeo, publicado na noite desta quarta-feira, fez sucesso no Twitter e já recebeu mais de 404 mil visualizações.

— A galera do Twitter é sempre MUITO bem receptiva com todos os meus vídeos. Sempre fazem questão de deixar um comentário exaltando meu trabalho. Alguns até já cansaram e comentam “já não tenho mais elogios pra você, Raphael”  haha E quando faço campanhas assim então, eles abraçam mais ainda e fazem questão de compartilhar pra todo mundo! — afirmou.

E o apoio ocorreu também em sua família. Aliás, alguns parentes deram suporte na própria produção da campanha. Ele contou ainda com a ajuda de amigos.

— Fiz até uma chamada convidando a galera que me segue a participar da cena final — lembrou. — (Pessoas próximas, amigos e família) Apoiaram, como sempre! Todos tinham ciência da baixa que estavam os números de pessoas tirando o título, então abraçaram de primeira. Convidei alguns influencers que amo acompanhar pra participar também, que toparam na hora.

Raphael explicou que a ideia do vídeo surgiu a partir de outra campanha que ele fez e repercutiu, mas com um objetivo diferente, voltado para incentivar as pessoas a se vacinarem.

— Meu processo criativo pra fazer campanhas do tipo é sempre focar em usar uma linguagem que o meu público alvo vai entender. Sempre que rola alguma mobilização política, CHOVEM pessoas que pedem pra eu fazer algo parecido. É oficial, virei menino das campanhas! — comentou. — E como a voz do povo é a voz de Deus, eu atendi. E quando fui me aprofundar no assunto e vi que realmente tinha tido uma evasão muito alta de jovens que não tiraram o título esse ano, aí que senti que deveria mesmo!

Dessa forma, a partir da motivação de criar algo relacionado à conscientização política para o público jovem, o influenciador escolheu uma cena de "Meninas Malvadas", descrito como um de seus filmes "favoritos da vida".

— Cresci assistindo e é um filme que marca vários jovens também — declarou. — A cena que usei no vídeo é umas das mais lendárias e lembradas até hoje por quem assistiu. A própria Ariana Grande já fez um clipe inspirado na cena. Fora que, esse ano, o filme completou 18 anos haha coincidência?

Essa não foi a primeira vez que Raphael viralizou na web. No último dia 14, o vídeo que ele produziu ironizando as principais redes sociais no Ocidente também repercutiu bastante. Confira:

Jovens de 16 e 17 anos podem votar nas Eleições Gerais de 2022. Para isso, precisam fazer o título de eleitor no site do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), no menu “Autoatendimento do Eleitor”, por meio da opção "Tire seu título", que reúne as funcionalidades da plataforma Título Net. O prazo para tirar o documento vai até a próxima quarta-feira, dia 4.

Como prova de identidade, serão solicitados: uma selfie segurando um documento oficial com foto; imagens de frente e verso do mesmo documento; e um comprovante de residência (conta de água, luz, celular ou carnê de IPTU, por exemplo).

Entre janeiro e março de 2022, o Brasil ganhou 1.144.481 novos eleitores na faixa etária de 15 a 18 anos, ainda que o voto seja facultativo para os adolescentes com 16 e 17 anos.

Segundo o TSE, a procura pelo documento é a maior registrada quando comparada às últimas Eleições Gerais, de 2018 e 2014, quando foram emitidos 877.082 e 854.838 novos títulos, respectivamente.

Para o cientista político e analista do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) Diogo Cruvinel, o interesse recorde dos jovens pelo primeiro título se justifica por alguns fatores.

— A Justiça Eleitoral sempre realiza campanhas de conscientização e incentivo ao eleitorado como um todo, em especial aos jovens, por meio da mídia e nas escolas. Neste ano, pela primeira vez, a campanha contou com a adesão espontânea de artistas e influenciadores, que dialogam diretamente com esse eleitorado, o que ajudou a impulsionar esses números — afirmou.

Veja também

Lula diz que Trump foi vítima de atentado: 'O que vimos hoje é inaceitável'
POSICIONAMENTO

Lula diz que Trump foi vítima de atentado: 'O que vimos hoje é inaceitável'

Após áudio clandestino, Bolsonaro mantém compromissos com pré-campanha de Ramagem no Rio
ELEIÇÕES

Após áudio clandestino, Bolsonaro mantém compromissos com pré-campanha de Ramagem no Rio

Newsletter