Jantar da Amupe reúne Paulo e Armando em BSB

No ano passado, não houve encontro entre o petebista e o socialista

Armando Monteiro e Paulo Câmara Armando Monteiro e Paulo Câmara  - Foto: Divulgação

O jantar já é tradicional. A Associação Municipalista de Pernambuco (Amupe) promove todo ano por ocasião da Marcha a Brasília em Defesa dos Municípios. A edição deste ano, no entanto, às vésperas das eleições de outubro, reuniu o governador Paulo Câmara e o senador Armando Monteiro Neto. Os dois têm seus nomes confirmados para encabeçar chapas na disputa pelo Palácio das Princesas. No ano passado, o socialista também compareceu, mas não houve encontro com o petebista. Pré-candidato pelas oposições, Armando tem investido em duras críticas contra o chefe do Executivo estadual. Ontem, em "campo neutro", promovido pela Amupe, chegaram a trocar cumprimentos. O senador Humberto Costa, que tem nome ventilado para estar na chapa de Paulo Câmara, caso uma aliança entre PT e PSB se consolide, também marcou presença, além de boa parte dos deputados federais do Estado, entre eles, Jarbas Vasconcelos, que deve concorrer à Casa Alta pela Frente Popular e Mendonça Filho, que ocupará uma das vagas do Senado na chapa de Armando. Sebastião Oliveira, Kaio Maniçoba, Wolney Queiroz, André de Paula, Danilo Cabral, Tadeu Alencar, Adalberto Cavalcanti, Bruno Araújo, Silvio Costa e Augusto Coutinho também estavam entre os parlamentares presentes. Com o pleito se avizinhando, o contato com os prefeitos nunca é demais e importa para os pré-candidatos majoritários e proporcionais. Presidente da Amupe, o prefeito José Patriota realça que o jantar é de adesão. A Amupe arca com a cantoria, que lembra o presidente, fica por conta dos prefeitos: Sebastião Dias, de Tabira (PE), e Amazan, prefeito de Jardim do Seridó, no Rio Grande do Norte.

Jogou a toalha
Na análise do deputado Danilo Cabral, o governo Temer "jogou a toalha" em relação à privatização da Eletrobras. O socialista fez a leitura após o presidente da Câmara, Rodrigo Maia, informar que deixará caducar a MP que trata da privatização da estatal e suas distribuidoras.

Sem voto > Nos corredores do Congresso, a leitura de que o overno entregou os pontos ganha eco. Diante da obstrução, Maia registrou ontem: "Se não tem voto, não adianta ficar insistindo. Tem outras matérias que a gente precisa votar também".

Senado 1 > O deputado federal Betinho Gomes considera que o PSDB não deve abrir mão do espaço do Senado na chapa majoritária das oposições, ainda que o deputado federal Bruno Araújo decline oficialmente da possibilidade de concorrer à Casa Alta.

Senado 2 > "Ajudaria o fortalecimento do PSDB no Estado e atenderia melhor como palanque para Geraldo Alckmin devido ao tempo de TV que o candidato ao Senado terá", defendeu Betinho.

Senado 3 > Em seu Twitter, o tucano observou: "Dado o peso político do PSDB-PE, defendo que nosso partido indique o nome para outra vaga de senador Somos o maior partido da aliança".

Insegurança > Procurador eleitoral em Pernambuco, Wellington Saraiva diz que o "STF precisará definir com urgência os impasses sobre foro privilegiado". No twitter, o membro do MPF registrou que se "a restrição do foro não for estendida a todos, haverá incongruências como um deputado federal ser processado no 1º grau e um estadual, no TJ ou TRF, por crimes semelhantes".

Combate > Uma reunião pública sobre o Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes será realizada, amanhã, às 9h30, na Câmara Municipal do Recife, por proposição da vereadora Michele Collins.

Veja também

Diretor-geral da PF decide trocar chefe no Amazonas que pediu investigação contra Salles
PF

Diretor-geral da PF decide trocar chefe no Amazonas que pediu investigação contra Salles

Bolsonaro comete dois erros em afirmações sobre novo toque de recolher na Argentina
Deslize

Bolsonaro comete dois erros em afirmações sobre novo toque de recolher na Argentina