Jarbas sobre chapa: 'João Paulo reúne todas a condições'

O deputado federal define o ex-prefeito como "um bom quadro" para estar na majoritária com Paulo Câmara

Jarbas Vasconcelos e João PauloJarbas Vasconcelos e João Paulo - Foto: Arquivo/Folha de Pernambuco

Enquanto Jarbas Vasconcelos era governador do Estado e João Paulo, prefeito do Recife, os dois nutriam relação próxima e estreita, firmaram parcerias. "A gente era criticado no âmbito dos dois partidos, tanto no meu como no dele, pela relação cordial, que a gente procurou estreitar", recorda Jarbas. Indagado pela coluna se João Paulo seria um nome para estar na chapa majoritária encabeçada por Paulo Câmara, na qual o peemedebista deve ocupar uma das vagas para o Senado, o ex-governador devolve: "Ele reúne todas as condições eleitorais e políticas". E acrescenta: "É um bom quadro!".

Jarbas Vasconcelos, que foi crítico ferrenho da gestão petista à frente do Governo Federal, já havia declarado, ainda em agosto, o seguinte: "O PT chegando, eu não vou me incomodar". Agora, considerando que ele disputará uma das vagas na Casa Alta pela Frente Popular, Jarbas admite a possibilidade de o petista ser seu companheiro de chapa. Faz a análise à coluna um dia depois de o ex-presidente Lula dar entrevista à Rádio Jornal, na qual o citou.

"A coisa mais impossível do mundo era você imaginar Jarbas Vasconcelos e Eduardo Campos competindo em uma eleição juntos e competiram", sublinhou Lula. Essa declaração gerou surpresa? Jarbas assinala: "Ali, foi um conjunto de coisas, uma reverência. Ele (Lula), no Estado, procurar falar de um adversário e não tecer críticas, retomar um episódio, foi positivo". Daí, emenda que uma aliança entre PT e PSB em Pernambuco "não será nenhuma novidade, não". E observa: "Os diversos partidos buscam isso". Jarbas já chegou a ser cotado por Lula para ser seu vice antes que a relação dos dois acabasse se deteriorando. Lula falou no nome de Jarbas, anteontem, ao defender que o PT possa se aliar ao PMDB, a despeito da conjuntura nacional ter levado os peemedebistas a assumirem o Planalto após o impeachment de Dilma Rousseff. E pregar aliança com o PMDB não deixa de ser uma forma de abrir caminho para uma composição na qual Jarbas deve estar inserido, assim com o ex-governador também já deixou as portas abertas para compor com o PT.

Ex-governador e Lula defendem aliança
Ao defender aliança com o PMDB, Lula emendara: "Vamos fazer acordo programático com forças políticas que quiserem participar conosco sem nenhum trauma". Jarbas também enaltece a necessidade de aliança. "Ninguém cresce sozinho, isolado. Aliança é importante", ponderou à coluna.

Marinaldo assina ficha > Agora é oficial. O deputado federal Marinaldo Rosendo bateu o martelo, ontem, na filiação ao PP, em Brasília, na presença do presidente nacional da sigla, Ciro Nogueira, e do líder da bancada, Arthur Lira, além do presidente estadual do PP, Eduardo da Fonte.

Ciro Nogueira, Marinaldo Rosendo e Arthur Lira

Ciro Nogueira, Marinaldo Rosendo e Arthur Lira - Crédito: divulgação

Vai, mas fica > A presença das lideranças nacionais na conversa sinaliza para a prioridade que a sigla dará à candidatura do novo integrante junto com a do dirigente estadual. Na questão majoritária, Marinaldo acompanha o partido, garante Eduardo. Leia-se: vota em Paulo Câmara, mesmo deixando o PSB.

Vota sim > Eduardo da Fonte adianta que vota em Lula, caso ele consolide-se como candidato ao Planalto. "Independente da decisão do partido nacional, a legenda em Pernambuco vota em Lula. Marinaldo também. Todo mundo", assegura Eduardo da Fonte.

 

Veja também

Confira quais são os cuidados sanitários que o eleitor deve ter no dia da votação
Blog da Folha

Confira quais são os cuidados sanitários que o eleitor deve ter no dia da votação

Na disputa pela Prefeitura do Recife, candidatos sobem o tom no guia eleitoral
Blog da Folha

Na disputa pela Prefeitura do Recife, candidatos sobem o tom no guia eleitoral