João Paulo vê 'gesto importante' e enumera parcerias com Jarbas

"Eu poderia destacar aqui a retirada do transporte clandestino, que eu não tiraria se não fosse com ele", recorda o ex-prefeito.

"Urubu estava com medo do Leão""Urubu estava com medo do Leão" - Foto: Rafael Furtado/Arquivo Folha

Ex-prefeito do Recife, João Paulo viu com "surpresa" a projeção que o deputado federal Jarbas Vasconcelos fez, à coluna, do seu nome para integrar a chapa da Frente Popular em uma das vagas para o Senado. "Não pelo relacionamento, que a gente sempre teve bom. Era até normal esperar. Agora, é a questão do ambiente político também", pondera o petista. À coluna, um dia depois de Jarbas credenciá-lo como alguém que reúne "todas as condições eleitorais e políticas" para integrar a majoritária com Paulo Câmara, João Paulo considera que "foi um gesto importante". E realça o seguinte: "O que é importante dessa relação com Jarbas é que, apesar de momentos de tensionamento político e ideológico, a gente conseguiu manter uma relação política administrativa, que virou referência de respeito e gestões reconhecidas por entendermos que divergências políticas e ideológicas não comprometeram em nada a relação político-administrativa".

O petista realça as trincheiras que enfrentou com o apoio do ex-governador. "Eu poderia destacar aqui a retirada do transporte clandestino, que eu não tiraria se não fosse com ele. As obras de Mangueira e Mustardinha e outras questões", enumera João Paulo. Emenda, então, citando episódio do Marco Zero. "Havia um pleito de membros da gestão dele que o Estado deveria admnistrar as praças. Tânia Bacelar disse que as praças quem administra são prefeitos. Ele fez a concessão. Não fez questão nenhuma que nós administrássemos". No PT, a definição que foi tirada, até agora, foi de candidatura própria. Caso isso se altere, decidir com quem o partido fará aliança torna-se questão preliminar. O debate de nomes virá depois porque o do senador Humberto Costa também está colocado na corrida pelo Senado, inclusive com a chancela do ex-presidente Lula. Mas, desde já, os acenos vão se acumulando.

Uma pauta comum
João Paulo ainda relata outra pauta comum dele com Jarbas Vasconcelos. Refere-se a um projeto para o Cais José Estelita e lembra de ter apresentado ao, então, governador a necessidade de integrar o Recife e Olinda nessa proposta, pleito que Jarbas abraçou. "Depois que ele saiu (do governo), isso desandou e foi quando surgiu o projeto José Estelita da forma que é hoje. A nossa concepção era diferente", compara.

Equação > Na esteira do debate sobre eventual composição entre PT e PSB no Estado, o nome de Luciana Santos vinha sendo ventilado para o Senado. No Palácio das Princesas, considera-se essa hipótese no caso, apenas, de haver entendimento entre PT e PCdoB. Leia-se: se a participação da comunista for chancelada por petistas.

Balança >
Entre integrantes da Frente Popular, pondera-se que há outros partidos na aliança, o que inviabilizaria alocar PT e PCdoB na mesma chapa.

Lenha na... > Ontem, segundo petistas que integram o grupo de WhatsApp da sigla, o prefeito de Serra Talhada, Luciano Duque, cuidou de postar lá a declarações de Jarbas sobre João Paulo reunir "condições eleitorais e políticas" para estar na chapa de Paulo Câmara.

...fogueira >
Diante do ambiente dividido no PT, entre os que querem candidatura própria e os que defendem uma aliança com o PSB, um petista ponderou que muitos esperaram para ver "o circo pegar fogo". Luciano é entusiasta da candidatura de Marília Arraes ao Governo do Estado.

Veja também

Fux abre fórum de combate à violência contra a mulher
justiça

Fux abre fórum de combate à violência contra a mulher

Boulos diz que teve celular clonado, que estão pedindo dinheiro em seu nome e aciona Justiça
política

Boulos diz que teve celular clonado, que estão pedindo dinheiro em seu nome e aciona Justiça