Governo

Ruralista que assume o Ministério do Meio Ambiente, conheça Joaquim Álvaro Pereira Leite

Troca de ministros foi feita após saída de Ricardo Salles

Joaquim Álvaro Pereira Leite faz parte do quadro do ministério desde 2019Joaquim Álvaro Pereira Leite faz parte do quadro do ministério desde 2019 - Foto: Marcos Oliveira/Agência Senado

Nesta terça-feira (23), mais uma troca de cadeiras aconteceu no governo de Jair Bolsonaro (sem partido). Após acatar o pedido de exoneração do ex-ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, a pasta passa a ser comandada pelo até então secretário da Amazônia e Serviços Ambientais, Joaquim Álvaro Pereira Leite.

Em setembro de 2020, Leite foi nomeado para assumir a recém-criada secretaria por indicação do próprio Salles. Antes disso, o administrador de empresas atuou por 23 anos como conselheiro da Sociedade Rural Brasileira (SRB). 

A entidade chegou a declarar apoio ao ex-ministro após a divulgação do vídeo em que Salles diz ao presidente Bolsonaro que ele deveria aproveitar que as atenções da imprensa estavam voltadas para o coronavírus e “passar a boiada” na área ambiental. 

Passagem pelo Ministério do Meio Ambiente 
Joaquim Leite começou sua passagem pelo Ministério do Meio Ambiente (MMA) em julho de 2019, quando se tornou diretor do Departamento Florestal, permanecendo no cargo até abril de 2020. De acordo com o Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), durante o período em que ficou à frente da pasta, o Brasil sofreu um aumento de 9,5% em área desmatada na Amazônia, com 11 mil km², em comparação a agosto de 2018 e julho de 2019 (10.128 km²).

Em abril de 2020, o atual ministro assumiu a Secretaria de Florestas e Desenvolvimento Sustentável, extinta pelo governo em setembro do mesmo ano. Em seu lugar, foi criada a Secretaria da Amazônia e Serviços Ambientais, que continuou sob o comando de Leite.

Outras atribuições
Em seu currículo, Joaquim Álvaro Pereira Leite, também se diz Produtor Café (de 1996 até 2002), além de possuir o título de bacharel em Administração de Empresas pela Universidade de Marília(UNIMAR) e MBA Executivo pelo Instituto de Ensino e Pesquisa (INSPER).

Veja também

Ministro defende privatização dos Correios em pronunciamento
CORREIOS

Ministro defende privatização dos Correios em pronunciamento

TSE abre inquérito sobre acusações de supostas fraudes em urnas e pede para STF investigar Bolsonaro
Investigação

TSE abre inquérito sobre acusações de supostas fraudes em urnas e pede para STF investigar Bolsonaro