Defensoria Pública

José Fabrício é reeleito defensor público-geral de Pernambuco com percentual histórico de votos

O defensor recebeu 94% dos votos dos 287 Defensores Públicos do Estado com atuação na Capital, Região Metropolitana e interior

José Fabrício foi reeleito com 94% dos votosJosé Fabrício foi reeleito com 94% dos votos - Foto: Divulgação


Com 94% votos, o Defensor Público José Fabrício Silva de Lima foi reeleito para o cargo de Defensor Público-Geral do Estado, na última terça-feira (19), para comandar a Defensoria Pública de Pernambuco (DPPE) no biênio 2020/2022. Esse percentual foi o maior da historia da entidade. A eleição foi virtual, por conta da pandemia do novo coronavírus, e participaram do pleito 284 dos 287 Defensores Públicos do Estado com atuação na Capital, Região Metropolitana e interior.

Esta é a primeira vez que ocorre uma eleição virtual em que os defensores, sem sair de casa, votaram utilizando apenas um dispositivo com acesso à internet, conforme regulamentação institucional às eleições da DPE. A lista com o nome do Defensor Público José Fabrício será encaminhada à apreciação do governador Paulo Câmara. A previsão é que ainda esta semana seja publicada a portaria de nomeação para o cargo. O Defensor-Geral do Estado, que será reconduzido, venceu as eleições de 2018, obtendo 85% votos.

Leia também:
Defensoria Pública de Pernambuco entra com ação para evitar corte de energia 
Defensoria Pública inaugura Núcleo de Atendimento no Cabo de Santo Agostinho

O Defensor José Fabrício afirmou que a vitória significa o reconhecimento dos seus pares pelo trabalho sério e comprometido que vem realizando desde junho de 2018, ao lado do seu Subdefensor Geral, Henrique Seixas, e toda a equipe de Gestão da DPPE. A gestão de José Fabrício, ao longo dos últimos 24 meses, teve como principais diretrizes a valorização e capacitação profissional, desenvolvimento na área de tecnologia, investimento da mediação e conciliação e projetos de aproximação com a comunidade. Outra marca de seu trabalho foi o lançamento de ações e projetos na área de direitos humanos, moradia e saúde. Além disso, a inauguração da Central Cível da Capital foi o marco durante sua administração.

Eleição virtual
A eleição virtual foi possível graças ao sistema eletrônico Hélios. A ferramenta foi utilizada em momento propício, já que defensores públicos, servidores e demais colaboradores mantêm suas atividades de forma remota, em função da pandemia do coronavírus e a necessidade de adotar medidas de prevenção ao contágio da doença, dentre elas o isolamento social.

Conforme avaliação da presidente da Comissão Eleitoral da Defensoria Pública, Eduardo Tassara, a eleição virtual foi um sucesso e mostrou que vieram para ficar. O trabalho dela contou com o auxílio do setor de Tecnologia da Informação da DPPE. “Não tivemos nenhuma intercorrência, esclarecemos apenas dúvidas a respeito do processo. Temos convicção de que a modernidade tecnológica é uma grande aliada da nossa instituição”, enfatizou.

Comissão Eleitoral
A comissão é composta por Eduardo José Tassara Tavares, Presidente da Comissão Eleitoral; e tem como membros titulares: José Inaldo Gonçalves Cavalcanti Júnior e Marcos Robertson da Luz Caribé. Os membros suplentes são Cynthia Soares Ribeiro Credidio e Tereza Cristina Cruz de Oliveira.

Veja também

Osmar Terra publica mensagem de pesar pelas 500 mil mortes por Covid
Coronavírus

Osmar Terra publica mensagem de pesar pelas 500 mil mortes por Covid

Bolsonaro multiplica palcos para radicalismo e busca popularidade
Política

Bolsonaro multiplica palcos para radicalismo e busca popularidade