Judiciário e Congresso têm sido alvo de fake news, diz Toffoli

De acordo com o presidente do STF, as notícias falsas são disseminadas principalmente pelas redes sociais

Presidente do STF, Dias ToffoliPresidente do STF, Dias Toffoli - Foto: Valter Campanato/Agência Brasil

O presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Dias Toffoli, disse nesta sexta-feira (30) que o Judiciário e o Congresso têm sido atacados por fake news disseminadas pelas redes sociais. “As fake news visam exatamente disseminar o medo para semear o ódio entre as pessoas. Elas vêm para dividir, não para construir. E colocam em risco, hoje, valores democráticos”, ressaltou, ao discursar no Sindicato dos Metalúrgicos de São Paulo.

“Isso, nas redes sociais, está acontecendo contra as instituições, tanto contra o Parlamento brasileiro, que é lugar essencial da democracia brasileira, quanto contra o Senado da República, que debate os direitos, decide o futuro do país. E contra o Supremo Tribunal Federal, que garante os direitos de todo mundo”, acrescentou, ao falar sobre a difusão de notícias falsas.

Leia também:
Comitiva de Dias Toffoli a Israel recebeu R$ 108 mil em diárias
Operação Lava Jato só existe graças ao STF, diz Dias Toffoli

Justiça do Trabalho

Outro alvo das mentiras é, segundo o presidente do STF, a Justiça do Trabalho. “Se mentem que a Justiça é cara, que não serve para nada, o que querem fazer? Querem fazer com que você não acredite. Mas na hora em que você for demitido, quem vai garantir os seus direitos? A Justiça do Trabalho”, enfatizou.

Toffoli disse que vem se empenhado para defender os tribunais dedicados a causas trabalhistas. “Eu tenho viajado o Brasil inteiro e tenho visitado todos os tribunais regionais do trabalho. Porque em um país que, infelizmente, é tão desigual socialmente, em que ainda cumprir as leis é tão difícil, muitas vezes, a necessidade da existência da Justiça do Trabalho é especialmente importante para garantir os direitos de todos nós”, destacou.

Veja também

PSB joga isca para Mendonça, mirando rejeição dele e 2º turno
Folha Política

PSB joga isca para Mendonça, mirando rejeição dele e 2º turno

Patrícia x Mendonça: um jogo de vida ou morte
Edmar Lyra

Patrícia x Mendonça: um jogo de vida ou morte