Juiz manda PF enviar ao STF cópia de investigação sobre hackers

De acordo com a PF, os acusados devem ser mantidos na prisão para não atrapalhar as investigações

Supremo Tribunal Federal (STF)Supremo Tribunal Federal (STF) - Foto: José Cruz/Agência Brasil/Arquivo

O juiz Ricardo Leite, da 10ª Vara Federal em Brasília, determinou nesta sexta-feira (2) que a Polícia Federal (PF) envie para o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Alexandre de Moraes cópia da investigação sobre as invasões aos telefones celulares do ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, e de outras autoridades.

O magistrado, que preside a investigação, cumpriu decisão proferida por Alexandre de Moraes, relator do inquérito aberto pelo STF para apurar a divulgação de notícias falsas contra integrantes da Corte.

Moraes determinou nessa quinta-feira (1º) que todo material da investigação, incluindo mensagens de celulares, devem ser remetidos ao seu gabinete no prazo de 48 horas.

Leia também:
Após requisitar mensagens, STF articula afastamento de Deltan da Lava Jato
Deltan nunca pediu investigação de ministros do STF, diz força-tarefa da Lava Jato


Ontem, o juiz Ricardo Leite atendeu pedido da PF e decretou a prisão preventiva dos quatro investigados presos na Operação Spoofing, que investiga os ataques de hackers.

Com a decisão, os investigados Danilo Cristiano Marques, Gustavo Henrique Elias Santos, Suelen Priscila de Oliveira e Walter Delgatti Neto vão continuar presos, mas por tempo indeterminado. Dessa forma, eles deverão ser transferidos para um presídio no Distrito Federal. De acordo com a PF, os acusados devem ser mantidos na prisão para não atrapalhar as investigações.

Veja também

Senador acionará PGR contra Damares por suposta interferência em aborto de criança no ES
aborto

Senador acionará PGR contra Damares por suposta interferência em aborto de criança no ES

Com pauta cheia, comissões do Senado fazem sessões semipresenciais
política

Com pauta cheia, comissões do Senado fazem sessões semipresenciais