Justiça bloqueia R$ 158 mil de Eike e R$ 57 milhões de advogado

O total bloqueado pela Justiça foi de R$ 67 milhões. O bloqueio atende a determinação do juiz Marcelo Bretas

Eike BatistaEike Batista - Foto: Divulgação

A Justiça Federal bloqueou R$ 158 mil depositados em contas atribuídas ao empresário Eike Batista, suspeito de pagar e ajudar a ocultar propina ao ex-governador Sérgio Cabral (PMDB).

Leia Mais

Sem curso superior, Eike quer presídio mais seguro para se entregar 

Foram localizados também R$ 57 milhões em nome do advogado Flávio Godinho, ex-executivo do grupo EBX e que elaborou, segundo as investigações, a operação financeira para repassar a propina para o peemedebista.

A informação foi divulgada pelo "Jornal Nacional", da TV Globo, e confirmada pela reportagem. O total bloqueado pela Justiça foi de R$ 67 milhões.
O bloqueio atende a determinação do juiz Marcelo Bretas. Os recursos ficam à disposição da Justiça em caso de condenação futura dos investigados.

Veja também

'Fomos além do que somos obrigados a fazer', diz Bolsonaro sobre falta de oxigênio em Manaus
Amazonas

'Fomos além do que somos obrigados a fazer', diz Bolsonaro sobre falta de oxigênio em Manaus

'A lata é para enfiar no r* de vocês', diz Bolsonaro à imprensa sobre gastos do governo com alimento
Presidente

'A lata é para enfiar no r* de vocês', diz Bolsonaro à imprensa sobre gastos do governo com alimentos