recursos negados

Justiça nega recursos de Flordelis e mantém decisão de levar ex-deputada a júri popular

Os advogados da pastora Flordelis ainda podem recorrer da decisão

Flordelis, ex-deputada federalFlordelis, ex-deputada federal - Foto: Fernando Frazão/Agência Brasil

O desembargador Marcus Basílio, da 2ª Vice-presidência do Tribunal de Justiça do Rio, negou dois recursos da ex-deputada federal Flordelis dos Santos de Souza contra decisão que manteve a sentença determinando seu julgamento por ser mandante da morte do marido, o pastor Anderson do Carmo. A decisão é do último dia 15. Os advogados da pastora ainda podem recorrer da decisão.

Basílio negou também o seguimento dos recursos de Marzy Teixeira da Silva, filha afetiva de Flordelis, e Rayane dos Santos de Oliveira, neta da parlamentar. Ambas são defendidas pelos mesmos advogados da pastora.

O desembargador não admitiu os recursos especial e extraordinário das três rés, que seriam enviados respectivamente ao Superior Tribunal de Justiça (STJ) e ao Supremo Tribunal Federal (STF). Basílio entendeu que os recursos não eram cabíveis.
 

Em ambos, os advogados contestavam decisão da 2a Câmara Criminal do TJ do Rio, que decidiu manter a sentença da juíza Nearis dos Santos Carvalho Arce, da 3ª Vara Criminal de Niterói, determinando que as três sejam submetidas a júri popular. Todas são acusadas de envolvimento na morte de Anderson do Carmo.

Veja também

Cassação de Arthur do Val é publicada no Diário Oficial de São Paulo
Arthur do Val

Cassação de Arthur do Val é publicada no Diário Oficial de São Paulo

STF rejeita dar prazo para Lira avaliar pedido de impeachment de Bolsonaro
Política

STF rejeita dar prazo para Lira avaliar pedido de impeachment de Bolsonaro