A-A+

Justiça rejeita denúncia contra Glenn Greenwald no caso de hackers

O juiz Ricardo Leite escreveu em sua decisão que deixa de receber, por ora, a denúncia diante da controvérsia sobre a amplitude da liminar do ministro Gilmar Mendes

Jornalista Glenn GrennwaldJornalista Glenn Grennwald - Foto: Evaristo Sa / AFP

A Justiça rejeitou nesta quinta-feira (6) a denúncia oferecida contra o jornalista Glenn Greenwald, fundador do site The Intercept Brasil, no caso do hackeamento de autoridades.

O juiz Ricardo Leite, da Justiça Federal do Distrito Federal, escreveu em sua decisão que deixa de receber, por ora, a denúncia diante da controvérsia sobre a amplitude da liminar do ministro Gilmar Mendes, do STF (Supremo Tribunal Federal). Os demais investigados viraram réus.

Como mostrou a Folha de S.Paulo em janeiro, para o ministro Gilmar Mendes, do STF (Supremo Tribunal Federal), a denúncia do Ministério Público Federal contra o jornalista desrespeita a decisão que deu em agosto do ano passado.

Leia também:
Bolsonaro diz a STF que não cometeu ato ilícito ao chamar Glenn de malandro
Ação contra Glenn tem fragilidades, afirmam advogados

O entendimento do ministro é que o oferecimento da denúncia é um ato que visa à responsabilização do fundador do site The Intercept Brasil.

O despacho de Gilmar Mendes determinava justamente que as autoridades públicas e seus órgãos de apuração se abstivessem de "praticar atos que visem à responsabilização do jornalista Glenn Greenwald pela recepção, obtenção ou transmissão de informações publicadas em veículos de mídia, ante a proteção do sigilo constitucional da fonte jornalística".

Veja também

Ministro diz confiar na aprovação das reformas administrativa e do IR
reformas

Ministro diz confiar na aprovação das reformas administrativa e do IR

PGR divulgou dados semelhantes aos que motivam processo contra Lava Jato
Política

PGR divulgou dados semelhantes aos que motivam processo contra Lava Jato