'Lamentavelmente, Lula se corrompeu', diz procurador em julgamento no TRF4

Ele também questionou o que chamou de “cultura retrógrada”, ao comentar a relação entre o mundo empresarial e o mundo político

O procurador Regional da República, Maurício Gotardo Gerum, durante o julgamento do recurso da defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva no TRF4O procurador Regional da República, Maurício Gotardo Gerum, durante o julgamento do recurso da defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva no TRF4 - Foto: Sylvio Sirangelo / TRF4

O procurador Regional da República Maurício Gotardo Gerum, afirmou hoje (24) no julgamento do recurso do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva no Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4) que o ex-chefe do Executivo se corrompeu e que a defesa não conseguiu apresentar qualquer elemento probatório consistente que afastasse a acusação dos crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro. “Lamentavelmente, Lula se corrompeu”, resumiu.

Gerum também questionou a atuação do ex-presidente da empreiteira da OAS, José Aldemario Pinheiro Filho, ao mostrar a Lula o apartamento triplex no Condomínio Solaris, no Guarujá, em São Paulo. “Causa estranheza que o presidente da empreiteira faça as vezes de mestre de cerimônia ou corretor de imóveis ao apresentar o imóvel a um ex-presidente e a sua família”.

Leia também:
Defesa diz que houve cerceamento e pede nulidade de processo contra Lula
Lula: 'Tenho certeza absoluta que não cometi nenhum crime'
Acompanhe ao vivo o julgamento de Lula no TRF-4


Ele também questionou o que chamou de “cultura retrógrada”, ao comentar a relação entre o mundo empresarial e o mundo político. “Essa relação entre o mundo político e empresarial se mostra como uma intimidade absolutamente artificial baseada apenas no toma lá da cá”.

Na sustentação, o procurador acusou o petista de ser o verdadeiro dono do triplex. E rebateu a tese da defesa de que Lula não atuava na indicação de diretores da Petrobras. “Era evidente e transparece nos autos a atuação de Lula na indicação de diretores da Petrobras”, afirmou. Disse também que, ao assumirem os cargos, os diretores da estatal assumiam, o que chamou de, “cláusula de corrupção”.

A apelação da defesa de Lula é contra a condenação a 9 anos e 6 meses de prisão no caso do triplex do Guarujá – aplicada pelo juiz Sérgio Moro, responsável pelos processos da Operação Lava Jato na primeira instância da Justiça Federal, em Curitiba (PR).

Veja também

Após diagnóstico de Bolsonaro, Guedes fará teste de Covid-19
Coronavírus

Após diagnóstico de Bolsonaro, Guedes fará teste de Covid-19

Relator diz que veto a desoneração foi erro e Maia fala que Congresso pode derrubar
governo

Relator diz que veto a desoneração foi erro e Maia fala que Congresso pode derrubar