Lewandowski arquiva inqúerito que investigava Renan e Jucá

Inquérito apurava o suposto recebimento de vantagens indevidas

Lewandowski determina cumprimento de decisão para Folha de S.Paulo entrevistar LulaLewandowski determina cumprimento de decisão para Folha de S.Paulo entrevistar Lula - Foto: Carlos Humberto/ SCO/ STF

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Ricardo Lewandowski decidiu nesta sexta (14) arquivar inquérito aberto na Corte em 2016 para investigar os senadores Renan Calheiros (MDB-AL) e Romero Jucá (MDB-RR) no âmbito da Operação Zelotes, da Polícia Federal.

Lewandowski atendeu ao pedido de arquivamento feito pela procuradora-geral da República, Raquel Dodge. De acordo com a PGR, “não há mínimos elementos probatórios para justificar a deflagração de ação penal contra os parlamentes”.

Leia também:
Polícia investiga repasses à família de Romero Jucá


O inquérito apurava o suposto recebimento de vantagens indevidas pelos parlamentares em troca de apoio a uma medida provisória que favorecia o setor automobilístico.

A Operação Zelotes investiga desvios no Conselho Administrativo de Recursos Fiscais (Carf), órgão que é vinculado ao Ministério da Fazenda e última instância administrativa de recursos referentes a impostos e multas de contribuintes.

Veja também

Magistrados e políticos se mobilizam para emplacar aliados no Judiciário
Tribunais

Magistrados e políticos se mobilizam para emplacar aliados no Judiciário

Apex retira do ar artigo que recomendava livros de desafetos do governo Bolsonaro
Conteúdo removido

Apex retira do ar artigo que recomendava livros de desafetos do governo Bolsonaro