Política

Lewandowski proíbe venda do controle acionário de empresas públicas

Liminar impede que o governo venda, sem autorização do Legislativo, o controle acionário de empresas públicas de economia mista, como a Petrobras, Eletrobras e Banco do Brasil, por exemplo.

Lewandowski determina cumprimento de decisão para Folha de S.Paulo entrevistar LulaLewandowski determina cumprimento de decisão para Folha de S.Paulo entrevistar Lula - Foto: Carlos Humberto/ SCO/ STF

O ministro Ricardo Lewandowski, do Supremo Tribunal Federal (STF), concedeu nesta terça-feira (27) uma liminar (decisão provisória) impedindo que o governo venda, sem autorização do Legislativo, o controle acionário de empresas públicas de economia mista, como é o caso de Petrobras, Eletrobras e Banco do Brasil, por exemplo. A decisão também inclui empresas subsidiárias e controladas das estatais e abrange ainda as esferas estadual e municipal da administração pública.

Lewandowski atendeu a um pedido da Federação Nacional das Associações do Pessoal da Caixa Econômica Federal (Fenaee) e da Confederação Nacional dos Trabalhadores do Ramo Financeiro (Contraf/Cut) em uma ação direta de inconstitucionalidade (ADI) de novembro de 2016.

Leia também:
Projeto que viabiliza venda das distribuidoras da Eletrobras é adiado
Venda de refinarias já tem cinco interessados, diz Petrobras


Para o ministro, “a venda de ações de empresas públicas, sociedades de economia mista ou de suas subsidiárias ou controladas exige prévia autorização legislativa, sempre que se cuide de alienar o controle acionário”. Na decisão, Lewandowski disse ter interpretado, conforme a Constituição, o Artigo 29 da Lei das Estatais, que prevê dispensa de licitação para a venda de ações de empresas públicas.

Veja também

Senado aprova MP que encerra incentivos para indústria petroquímica
Congresso Nacional

Senado aprova MP que encerra incentivos para indústria petroquímica

Bolsonaro participará de Cúpula das Américas e terá reunião com Biden
Política

Bolsonaro participará de Cúpula das Américas e terá reunião com Biden