Líder da disputa em BH diz, em debate, que 'rouba, mas não pede propina'

Ultrapassado nas pesquisas, tucano passou a levantar débitos e processos trabalhistas de Kalil

Alexandre KalilAlexandre Kalil - Foto: Divulgação

O acirramento da disputa pela Prefeitura de Belo Horizonte ampliou a pressão sobre os dois candidatos que estão no segundo turno, Alexandre Kalil (PHS) e João Leite (PSDB), e elevou o nível de ataques entre eles.

Ultrapassado pelo rival nas pesquisas mais recentes, o tucano passou a levantar débitos e processos trabalhistas de Kalil e exibir comerciais na TV nos quais ex-funcionários do candidato do PHS o acusam de não ter depositado benefícios previdenciários, por exemplo. Num debate promovido pela "Rede TV!" na noite desta sexta-feira (21) o tema foi explorado, e Kalil acabou se enrolando na resposta.

Após afirmar que qualquer empresário no Brasil lida com problemas trabalhistas, o candidato afirmou: "Eu devo o seu Geraldo [ex-funcionário], sim, mas essa mão aqui é limpa". "Falou que eu roubo... Eu roubo, mas não peço propina em Furnas", concluiu, em referência à chamada "Lista de Furnas", que elencaria propinas pagas a uma série de políticos, mas cuja autenticidade nunca foi comprovada.

A frase inusitada de Kalil acabou viralizando e despertando forte debate nas redes sociais. Aliados de João leite passaram a chamar o candidato do PHS de "Trump das Alterosas". "Kalil fez uma afirmação estarrecedora: 'Eu roubo, mas não peço propina'. Como pode um prefeito que não paga IPTU e lesa os trabalhadores?", provocou o deputado Marcus Pestana (PSDB-MG).

A controvérsia fez com que Kalil divulgasse um vídeo no qual tenta retificar a fala. "Pessoal, eu queria pedir desculpas", inicia o empresário, que é ex-presidente do clube Atlético Mineiro. "No debate, quando eu fui agredido desesperadamente pelo descontrole total do João Leite –fui chamado de ladrão–, eu quis dizer: 'eu devo, mas eu não recebo propina'. Mas saiu, infelizmente, no calor, 'eu roubo'", justifica.

"Eu nunca roubei. Deus sabe que eu nunca roubei, eu sei, meus filhos sabem. Você que mora em Belo Horizonte sabe que eu posso ser tudo, mas que eu nunca roubei", conclui o candidato.

A série de animosidades entre os dois deve ter sequência nesta noite, quando haverá novo debate, desta vez promovido pela Record.

Veja também

Rosa Weber derruba decisão de Ricardo Salles que tirava proteção de restingas e manguezais
Meio Ambiente

Rosa Weber derruba decisão de Ricardo Salles que tirava proteção de restingas e manguezais

Para senadores, pandemia acelerou necessidade de atualizar a Lei de Falências
Senado

Para senadores, pandemia acelerou necessidade de atualizar a Lei de Falências