RS

Lira: precisamos de medidas mais enérgicas e grandiosas para atender pessoas no RS

As declarações ocorreram nesta terça-feira (14), na Câmara

Arthur Lira, presidente da Câmara dos DeputadosArthur Lira, presidente da Câmara dos Deputados - Foto: Divulgação / Mariana Ramos / Câmara dos Deputados

Leia também

• Lira e Pacheco justificam ausência na Brasil Week por foco em medidas legislativas para RS

• Com a presença de Arthur Lira, Michelle e Nikolas, Amália Barros é sepultada em São Paulo

• Arthur Lira processa Felipe Neto por ter sido chamado de 'excrementíssimo' pelo youtuber

O presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), afirmou que não é possível analisar se as medidas do governo federal para o Rio Grande do Sul são suficientes, mas disse é preciso haver providências mais "enérgicas" e "grandiosas".

As declarações ocorreram nesta terça-feira, 14, na Câmara, após um encontro com o presidente Luiz Inácio Lula da Silva no Palácio do Planalto.

"Não dá para fazer essa análise (se as medidas são suficientes), porque nós temos diversas situações no Rio Grande do Sul. Temos locais que a chuva já foi e locais que a água não escoou", afirmou. "Então, precisa sim de medidas mais enérgicas, mais vultosas, mais grandiosas, para atender as pessoas e para cuidar da parte de infraestrutura para que essa água possa escoar."

Lira também disse ter sido convidado por Lula para acompanhá-lo em uma viagem ao Rio Grande do Sul, nesta quarta-feira, 15, mas declarou que tenta antecipar reuniões para conseguir fazer a visita ao estado.

Anúncio mais robusto amanhã
Lira disse ter a expectativa de que, nesta quarta-feira, 15, o governo federal faça um anúncio "mais robusto" de medidas para o enfrentamento dos desastres no Rio Grande do Sul.

Na ocasião, Lira havia sido questionado por jornalistas, nesta terça-feira, 14, sobre o encaminhamento que dará aos projetos que tramitam na Câmara sobre o tema.

"Iremos esperar o anúncio, amanhã. Penso que o anúncio venha num tom mais robusto, de enfrentamento de algumas situações", declarou Lira. "Vai ser um trabalho diário. As necessidades vão aparecendo de acordo com o andar."

Lira também disse não ser possível fazer uma análise se as medidas do governo até agora foram suficientes, mas afirmou que "precisamos de medidas mais enérgicas e grandiosas".

A expectativa de Lira é de que amanhã o governo anuncie algo relacionado à nomeação de uma autoridade pública para acompanhar a situação mais de perto.

As declarações ocorreram pouco antes da sessão em que Lira projetou a votação da urgência e do mérito do projeto do governo que suspende a dívida do Rio Grande do Sul por três anos.

Antes de chegar à Câmara, Lira esteve no Planalto para conversar com o governo sobre a questão.

Lira afirmou ainda que pretende atender o convite de Lula para acompanhá-lo ao Rio Grande do Sul nesta quarta, mas que tenta antecipar reuniões com o objetivo de assegurar votações na mesma noite.

Veja também

Caso Marielle: delegado alega falta de provas contra ele em novo pedido a Moraes para deixar prisão
investigação

Caso Marielle: delegado alega falta de provas contra ele em novo pedido a Moraes para deixar prisão

"Quanto mais impunes, mais ousados", diz Marcelo Freixo sobre plano para matá-lo com tiro de sniper
depoimento

"Quanto mais impunes, mais ousados", diz Marcelo Freixo sobre plano para matá-lo com tiro de sniper

Newsletter