Política

Lorenzoni diz acreditar na aprovação da reforma neste semestre

Na reunião desta terça (30), foram discutidas a previdência e a medida provisória da Liberdade Econômica

Onyx Lorenzoni, Ministro da Casa Civil da Presidência da RepúblicaOnyx Lorenzoni, Ministro da Casa Civil da Presidência da República - Foto: Marcos Corrêa/PR

O ministro-chefe da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, disse hoje (30) estar entusiasmado com a possibilidade de aprovação da reforma da Previdência no primeiro semestre deste ano.

“Estamos muito entusiasmados com a perspectiva de que, ainda dentro do primeiro semestre, a gente consiga ver o Brasil reequilibrado, principalmente com a Nova Previdência aprovada”, disse ao deixar um restaurante, em Brasília, acompanhado do ministro da Economia, Paulo Guedes.

Segundo Lorenzoni, o almoço teve o objetivo de discutir sobre a tramitação da reforma da Previdência, sobre a medida provisória da Liberdade Econômica que será anunciada nesta tarde pelo governo, e sobre a situação fiscal de estados e municípios.

 

 

 


Leia também:
Secretário do Tesouro Nacional diz que reforma da previdência pode ajudar crise fiscal dos estados
Deputado do Podemos apresentará emenda para retirar BPC, rurais e professores da reforma da Previdência
Comissão especial da reforma da Previdência define plano de trabalho


Na segunda-feira (29), o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia,reafirmou que trabalha para aprovar a reforma da Previdência na Casa até o fim do semestre.

Guedes afirmou que a classe política tem interesse em concluir a reforma para, superada essa questão, se tenha uma agenda positiva para debater nas proximidades das eleições municipais de 2020.

“É interesse da classe política finalizar a Previdência no primeiro semestre porque depois tem mais um ano e dois ou três meses até a próxima eleição e justamente vai ter uma pauta positiva. Assuntos importantes: como vamos fazer o pacto federativo, os recursos para estados e municípios, os impostos. O próprio sistema de poupança garantida [capitalização para trabalhadores que ingressarem no mercado de trabalho] da Nova Previdência”, argumentou.

Veja também

Por unanimidade, TSE livra Moro da cassação e mantém mandato do ex-juiz da Lava Jato
JUSTIÇA ELEITORAL

Por unanimidade, TSE livra Moro da cassação e mantém mandato do ex-juiz da Lava Jato

Brazão pede ao STF transferência para prisão especial e cita isolamento de 22 horas em presídio
Brazão

Brazão pede ao STF transferência para prisão especial e cita isolamento de 22 horas em presídio

Newsletter