Lula recebe apoio de parlamentares latinos e europeus

Os parlamentares repudiam "as recentes manifestações de setores das Forças Armadas do Brasil, com explícito apoio de setores da mídia", e condenam os ataques que ocorreram recentemente à caravana de Lula pelo sul do país.

Parlamento do Mercosul, em MontevidéuParlamento do Mercosul, em Montevidéu - Foto: Reprodução/Parlasur

Deputados da América Latina e do Parlamento Europeu expressaram, nesta quinta-feira (5), solidariedade ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, após o Supremo Tribunal Federal (STF) negar seu pedido de habeas corpus.

O apoio foi manifestado por membros do Parlamento do Mercosul, da Esquerda Unitária Europeia/Esquerda Nórdica Verde (GUE/NGL) do Parlamento Europeu, assim como parlamentares centro-americanos de esquerda, do Parlamento Andino e Parlamento Latino-Americano, segundo o documento enviado à Agência EFE por deputados do Parlasur, com sede em Montevidéu.

"Nós, parlamentares europeus e latino-americanos, manifestamos preocupação com a democracia brasileira e repudiamos mais uma violação aplicada pelo Poder Judiciário contra a Constituição e o devido processo legal", diz o documento.

Leia também:
Decisão do STF abre caminho para prisão do ex-presidente Lula
Decisão do STF não significa prisão imediata de Lula
Um STF rachado entrega Lula a Moro


Os parlamentares repudiam "as recentes manifestações de setores das Forças Armadas do Brasil, com explícito apoio de setores da mídia", e condenam os ataques que ocorreram recentemente à caravana de Lula pelo sul do país.

"A saída para a crise política, econômica e social se encontra na realização de eleições livres e democráticas, com a participação de todas as forças políticas e sem vetos autoritários a Lula", assinalam.

   Parlasur

O Parlamento do Mercosul (Parlasur, na sigla em espanhol) é uma câmara internacional de parlamentares constituída em 14 de dezembro de 2006. O órgão substituiu a Comissão Parlamentar Conjunta e realiza, por excelência, a representatividade dos interesses dos cidadãos de cinco dos países-membros do Mercosul: Brasil, Argentina, Paraguai, Uruguai e Venezuela.

Ao todo, o Brasil tem atualmente 36 deputados e senadores no Parlasur. Entre os principais nomes, os senadores Humberto Costa (PT), líder da oposição, Roberto Requião (MDB), Paulo Bauer (PSDB) e Lindbergh Farias (PT); e os deputados Benedita da Silva (PT), Roberto Freire (PPS), Celso Russomanno (PRB) e Jean Wyllys (Psol).

Veja também

Governo decide prorrogar até abril de 2021 presença das Forças Armadas na Amazônia Legal
Meio Ambiente

Governo decide prorrogar até abril de 2021 presença das Forças Armadas na Amazônia Legal

STF nega maioria das solturas como a obtida por André do Rap
Justiça

STF nega maioria das solturas como a obtida por André do Rap