Lupércio: secretários e promessa de cortes

Prefeito eleito de Olinda anuncia os 14 secretários e afirma que cortará no mínimo 30% dos comissionados

Deputado estadual Romário Dias (PSD), em entrevista à Rádio FolhaDeputado estadual Romário Dias (PSD), em entrevista à Rádio Folha - Foto: Arthur Mota / Folha de Pernambuco

O prefeito eleito de Olinda, Professor Lupércio (SD), anunciou sua equipe de 14 secretários que coordenarão a administração pública da cidade a partir de janeiro. Dentre eles, estão nomes próximos ao governador Paulo Câmara (PSB), como o engenheiro Evandro Avelar, vice-presidente do Complexo Portuário de Suape, e a auditora fiscal Janaína Cardoso, que trabalhou como gerente de contratos na Secretaria de Administração de Pernambuco.

Na ocasião, Lupércio falou de sua intenção em diminuir o quantitativo de comissionados da Prefeitura de Olinda e das mudanças que pretende fazer no secretariado no decorrer da gestão. Estiveram presentes os deputados federais Augusto Coutinho (SD) e Cadoca (PDT), além do secretário de Saneamento do Recife, Alberto Feitosa.

“Evandro Avelar foi uma indicação nossa e pode repre­­­­sentar um apoio para o fu­­­turo. O PCdoB deu o que tinha que dar. Foi uma promessa nossa não trazer quadros deles. No dia 2 de janeiro, toda a equipe de secretários estará nas ruas com a po­­­­­­pulação. Hoje temos mais de 800 comissionados. Va­­­mos fazer um diagnóstico e cortar no mínimo 30%”, falou Lupércio. Ao comentar a possibilidade de fusão de secretarias, Lupércio disse que após o Carnaval será possível averiguar se serão feitas mudanças no organograma do Executivo olindense.

“No andar da carruagem, iremos sentir a necessidade, certamente, de corte. Até porque, no momento, estamos em crise. Quando entrarmos, a população vai sentir a diferença. Agora estamos voltados para o Carnaval. Porém, já em janeiro, começaremos as reduções. No primeiro momento, não vamos fundir secretarias, mas com o tempo pode haver essa possibilidade”, comentou. Professor Lupércio optou por não alterar o número de secretarias de Olinda, atualmente 14.

Conforme antecipou a Folha de Pernambuco na edição de segunda-feira (26), além de Evandro Avelar, Serviços Públicos, e Janaína Cardoso, Fazenda, o secretariado de Lupércio conta com o advogado Wolney Queiroz, na Secretaria de Desenvolvimento Social; o coronel Gustavo Alves Lyra, Transporte e Trânsito; o professor Paulo Roberto, Educação; o auditor fiscal João Luiz, Turismo; a engenheira Simone Lucchese, Obras; o coronel Pereira Neto, Segurança Pública; o médico Luiz Araújo, Saúde; Mirella Almeida, Relações Institucionais; e a jornalista Patrícia Cunha, Comunicação.

Além destes, assumirão as secretarias de Patrimônio e Cultura o produtor cultural Afonso Oliveira, nome ligado a Cadoca; Meio Ambiente o advogado André Botelho, irmão do vice-prefeito eleito, Márcio Botelho (SD); e de Assuntos Jurídicos o ex-procurador de Roraima, Eduardo Porto.

Apesar de não estarem definidos todos os secretários-executivos, é certa a participação de Silvana Cabral, Meio Ambiente; do ex-jogador de futebol Chiquinho, Esportes; do ex-vice de Teresa Leitão, Gilberto Sobral, em Cultura; Carlos Frederico, Saúde; Henrique Leite, Assuntos Jurídicos. Arlindo Siqueira (PSL) ficará com Relações Institucionais.

Paulo deu aval para a ida de Evandro
O vice-presidente do Complexo de Suape, Evandro Avelar, indicado pelo prefeito eleito de Olinda, Professor Lupércio (SD), para a secretaria de Serviços Públicos, disse que sua ida para o cargo municipal passou pelo aval do governador Paulo Câmara (PSB) e disse estar torcendo para que o PSDB fique na base de Lupércio.

Os vereadores eleitos do PSDB Jesuíno e Irmão Biá .integram o chamado G-9, grupo de nove vereadores que não apoiaram a candidatura de Lupércio e que pretendem conquistar a Presidência da Câmara de Olinda.

“Recebi o convite do professor Lupércio. Tinha uma função importante no Governo do Estado, pois era vice-presidente do Complexo de Suape. O governador entendeu a solicitação do prefeito e me liberou para que eu pudesse vir atuar com Lupércio. Evidente que a associação do governo para Olinda é muito importante. Eu diria que nossa integração, a nossa participação no governo de Olinda passou, sim, com muita honra e muito orgulho pelo aval do governador Paulo Câmara”, disse.

Veja também

Cidades têm volta do panelaço em protesto pela má condução da pandemia pelo governo federal
Protesto

Cidades têm volta do panelaço em protesto pela má condução da pandemia pelo governo federal

Oposição decide entrar com novo pedido de impeachment de Bolsonaro por crise em Manaus
Congresso

Oposição decide entrar com novo pedido de impeachment de Bolsonaro por crise em Manaus