Maia diz que pauta da Câmara pode incluir propostas sobre situação de presídios

Deputado adiantou que a decisão de medidas sobre o assunto será feita em conjunto com o Executivo e o Judiciário

Eduardo BolsonaroEduardo Bolsonaro - Foto: Wilson Dias/Agência Brasil

O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, afirmou nesta quinta-feira (5) que a partir de fevereiro a pauta da Casa pode incluir propostas que tratam da situação dos presídios no país. Maia disse que ainda não fez feito nenhum levantamento dos projetos em tramitação na Câmara sobre o tema, mas reafirmou que o assunto demanda preocupação do parlamento.

Leia mais:
Sob pressão, Temer rompe o silêncio e diz que massacre em presídio foi "pavoroso"
Governo do AM rebate ministro da Justiça e sugere conivência federal
Governo do Amazonas sabia de plano de fuga antes de massacre, diz ministro
Nações Unidas cobram medidas urgentes contra violência nas prisões do Brasil
OAB processa governo do Amazonas e juíza dá 72 horas para defesa


O deputado adiantou que a decisão de medidas sobre o assunto será feita em conjunto com o Executivo e o Judiciário. “Os três Poderes podem, a partir de fevereiro, construir uma agenda da parte legislativa. A Câmara pode dar sua contribuição e acho que esse é um tema tão difícil, tão importante, tão urgente, que precisa ser uma agenda que se construa em conjunto entre os três Poderes”, afirmou.

Na terça-feira (3), a Comissão de Direitos Humanos da Câmara anunciou que solicitará uma ação conjunta das procuradorias de Amazonas para investigar as circunstâncias das rebeliões em Manaus. A Comissão anunciou ainda que apresentará pedido ao Conselho Nacional de Justiça (CNJ) para realizar diligências nas unidades penitenciárias da capital amazonense.

Veja também

Senado aprova uso de verbas de saúde por estados e municípios
Saúde

Senado aprova uso de verbas de saúde por estados e municípios

CPI da Covid deve ter maioria de senadores independentes ou de oposição; veja prováveis nomes
Pandemia

CPI da Covid deve ter maioria de senadores independentes ou de oposição; veja prováveis nomes