Mais de 4 mil agentes reforçam segurança para julgamento da chapa Dilma-Temer

Do lado de fora do prédio, centenas de policiais fazem a vigilância de todos os acessos à sede do tribunal.

Esquema de segurança do TSE é reforçado para o julgamento da ação em que o PSDB pede a cassação da chapa Dilma-TemerEsquema de segurança do TSE é reforçado para o julgamento da ação em que o PSDB pede a cassação da chapa Dilma-Temer - Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil

Mais de 4 mil agentes reforçam a segurança dentro e fora do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) para a retomada do julgamento da ação em que o PSDB pede a cassação da chapa Dilma-Temer, nesta terça-feira (6). Seguranças do TSE, policiais militares do Distrito Federal, com a Tropa de Choque, e agentes de inteligência da Polícia Federal participam do esquema.

Do lado de fora do prédio, centenas de policiais fazem a vigilância de todos os acessos à sede do tribunal. Foram instaladas grades de contenção para evitar que pessoas não autorizadas e sem credenciamento se aproximem do local do julgamento. Dentro do prédio, há detectores de metal perto do auditório onde ocorre o julgamento.

Segundo o coordenador de Segurança do TSE, Hélio Faria, desde a meia-noite de hoje foram instaladas barreiras de contenção de trânsito e de limitação de acesso ao TSE. A partir do meio-dia, os policiais montaram bloqueios nas entradas e todas as vias limítrofes do tribunal.

À tarde, o esquadrão antibombas, com cães farejadores, fez varreduras dentro do edifício-sede do TSE.

Veja também

Cidades têm volta do panelaço em protesto pela má condução da pandemia pelo governo federal
Protesto

Cidades têm volta do panelaço em protesto pela má condução da pandemia pelo governo federal

Oposição decide entrar com novo pedido de impeachment de Bolsonaro por crise em Manaus
Congresso

Oposição decide entrar com novo pedido de impeachment de Bolsonaro por crise em Manaus