Mais prefeituras anunciam rombo

O prefeito de Feira Nova, Danilson Gonzaga (PSD), decretou estado de calamidade administrativa e financeira

Hoje, o prefeito do Cabo, Lula Cabral, também falará sobre as dificuldades financeirasHoje, o prefeito do Cabo, Lula Cabral, também falará sobre as dificuldades financeiras - Foto: Rafael furtado/arquivo folha

 

O prefeito de Feira Nova, Danilson Gonzaga (PSD), decretou “estado de emergência administrativa e financeira” no município do Agreste por 90 dias. A medida foi publicada na última quarta-feira (18), no Diário Oficial do Estado, após os gestores de Goiana, Itamaracá e São Lourenço da Mata utilizaram o mesmo dispositivo.

O pessedista explicou que o decreto foi motivado pela situação financeira e pela estiagem. Ele disse, ainda, que encontrou aproximadamente R$ 800 mil em caixa, fruto da repatriação, que chegou aos cofres públicos nos últimos dias de 2016. “Estamos usando para sanar os débitos”, frisou.

Entre os problemas detectados ao assumir, Gonzaga listou o abastecimento de água em zonas rurais, escolas com telhados sob risco de desabamento, falta de medicamento e suprimentos básicos nos postos de saúde e até carros sem pneus ou bateria, além de débitos previdenciários, parcelamentos com a Companhia Energética de Pernambuco (Celpe) e Companhia Pernambucana de Saneamento (Compesa), funcionários e fornecedores. “Vamos convocar a população para expor a real situação do município”, declarou.

Apenas nesta semana, três municípios tiveram decretos de “emergência administrativa” publicados no Diário Oficial. A expectativa é que nos próximos dias outros sejam publicados, visto que os pedidos dos prefeitos ocorreram na primeira semana de gestão. Este dispositivo só possui “efeito jurídico” quando a motivação é fenômeno natural, com estiagem ou enchentes, por exemplo.

Herança
No bojo das heranças deixadas por ex-gestores, a Prefeitura do Cabo de Santo Agostinho vai apresentar, hoje, às 10h, na sua sede, a situação financeira da cidade. Ademais, serão disponibilizados imagens e vídeos com as condições estruturais dos prédios públicos - de hospitais e secretarias - e o custo das reformas, além dos cortes de pastas e cargos comissionados já realizados.

Ex-aliado do ex-prefeito Vado da Farmácia (sem partido), com quem rompeu, o prefeito Lula Cabral (PSB) levará os secretários Luís Lima (Gestão), Paulo Farias (Governo) e Osvir Thomaz (Assuntos Jurídicos), além do procurador Geral do município, João Batista de Moura, para detalhar o raio-x. O socialista repete a estratégia do prefeito de Jaboatão dos Guararapes, Anderson Ferreira (PR), que convocou a imprensa, na última terça-feira, para apresentar o diagnóstico do município, assim como a decisão de anunciar, na última semana, o corte de carros oficiais para os auxiliares.

 

Veja também

Primeira reunião da CPI da Covid-19 será realizada depois do feriado

Primeira reunião da CPI da Covid-19 será realizada depois do feriado

Senador Flávio Bolsonaro sofre acidente de quadriciclo no Ceará e lesiona o ombro
Política

Flávio Bolsonaro sofre acidente de quadricíclo no Ceará