CULTURA

Mario Frias tem posse simbólica ao lado de mulher, Bolsonaro e políticos

Frias é o quinto nome a comandar a Cultura no governo do presidente Jair Bolsonar

Mario Frias, novo secretário da cultura, e o presidente Jair BolsonaroMario Frias, novo secretário da cultura, e o presidente Jair Bolsonaro - Foto: Marcos Corrêa/PR

Há uma semana no cargo, o secretário especial da Cultura, Mario Frias, 48, participou de sua posse simbólica ao lado do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) e de outros políticos, como o vice-presidente, Hamilton Mourão. Sua esposa, Juliana Frias, também esteve no encontro.

"Hoje na minha posse simbólica com todos os chefes de Estado e o presidente da República, Jair Messias Bolsonaro. Obrigado pela confiança, meu presidente", escreveu Frias, nas redes sociais.

O ator tomou posse oficialmente no dia 23, em um evento fechado no Ministério do Turismo, substituindo Regina Duarte. Frias é o quinto nome a comandar a Cultura no governo do presidente Jair Bolsonaro. Antes dele e da atriz, passaram pela área Henrique Pires, Ricardo Braga e Roberto Alvim, este último exonerado após ter feito vídeo com referências nazistas em um discurso.

Conhecido por papéis em "Malhação" e em outras novelas de Globo e Record, Mario Frias, aceitou o convite do presidente para atuar como secretário especial da pasta, em Brasília.

Apoiador ferrenho do presidente nas redes sociais, Frias já demonstrava interesse em assumir o cargo, como disse em entrevista à CNN Brasil. "O que o Jair precisar, estou aqui. Pelo Brasil, faço o que for preciso. Respeito o Jair demais. Vejo o Brasil com chance de ser um país digno, respeitado, honesto, com uma democracia forte e consolidada", declarou o ator, na ocasião.

Veja também

Maia afirma que programa de transferência de renda de Bolsonaro é 'mais do mesmo'
Política

Maia afirma que programa de transferência de renda de Bolsonaro é 'mais do mesmo'

Oposição fala em 'rachadinha' em gabinete de Bolsonaro na Câmara e diz que pedirá apuração
Investigação

Oposição fala em 'rachadinha' em gabinete de Bolsonaro na Câmara e diz que pedirá apuração