MEC diz que já empenhou 28,9% do orçamento das instituições federais

Atualmente há um bloqueio de 30% dos recursos das instituições previstos para o ano todo

Ministro da Educação, Abraham WeintraubMinistro da Educação, Abraham Weintraub - Foto: Rafael Carvalho/Divulgação Casa Civil

O Ministério da Educação (MEC) informou que já empenhou até agora, na média, 28,9% dos recursos discricionários (que não incluem salários) das instituições federais de ensino superior.

O ministro da Educação, Abraham Weintraub, recebeu na manhã desta quinta-feira (16) representantes dos reitores das universidades federais para falar sobre o tema. O encontro, que já estava agendado, ocorre após manifestações em todo país contra cortes na educação.

O empenho representa um compromisso do executivo para o pagamento, embora ainda falte a execução.As universidades federais sofreram um bloqueio de 30% dos recursos discricionários referentes ao previsto para o ano todo. A equipe do MEC afirma que o impacto para as universidades não será grande neste semestre, uma vez que há o indicativo de se empenhar 40% até o meio do ano.



Leia também:
Mourão diz que houve exploração política em protestos sobre educação
UNE convoca novo megaprotesto contra cortes na educação para o dia 30


O secretário-executivo do MEC, Antonio Paulo Vogel, disse que casos particulares serão analisados. "Quando alguém precisa de um adicional é só vir aqui. Isso é meramente operacional, sempre foi assim", disse ele.

Caso não seja revertido, o corte, que soma R$ 2 bilhões nas universidades federais, terá impacto maior no segundo semestre. O governo tem insistido que, se a reforma da Previdência for aprovada, a economia pode melhorar, e os bloqueios serão revertidos.

Veja também

Brasil antecipou mais de 16 milhões de doses de vacinas, diz Queiroga
IMUNIZANTE

Brasil antecipou mais de 16 milhões de doses de vacinas, diz Queiroga

Barroso se reúne com deputados da comissão do voto impresso
TSE

Barroso se reúne com deputados da comissão do voto impresso