Michelle quebra protocolo e discursa em libras antes de Bolsonaro

Em sua participação, que durou pouco mais de dois minutos, Michelle agradeceu o apoio e orações de eleitores em prol do marido desde o começo da campanha.

Michelle Bolsonaro faz discurso em librasMichelle Bolsonaro faz discurso em libras - Foto: Evaristo Sá/AFP

O segundo discurso de Jair Bolsonaro como presidente teve uma quebra de protocolo com a participação inédita da primeira-dama, Michelle Bolsonaro, falando em libras aos apoiadores em frente ao Palácio do Planalto.

Em sua participação, que durou pouco mais de dois minutos, Michelle agradeceu o apoio e orações de eleitores em prol do marido desde o começo da campanha. Agradeceu também à família, amigos, mas especialmente ao enteado Carlos Bolsonaro (PSC-RJ), "pela sua parceria nos 23 dias em que o marido ficou internado em São Paulo" após o atentado em Juiz de Fora (MG), em 6 de setembro.

"As eleições deram voz a quem não era ouvido. E os brasileiros querem paz, segurança e prosperidade. Um país em que todos sejam respeitados", afirmou a primeira-dama.
Michelle afirmou ainda que, como primeira-dama, terá condições de ampliar seu trabalho junto à comunidade surda.

Leia também:
Leia a íntegra do discurso de Bolsonaro na cerimônia de posse no Congresso
No Twitter, Trump parabeniza Bolsonaro por seu discurso de posse
Bolsonaro assume Presidência do Brasil nesta terça

"Vocês serão valorizados e terão seus direitos respeitados. Tenho esse chamado no meu coração e desejo contribuir com o desenvolvimento do ser humano", disse Michelle.
Durante a transição, Michelle disse que pretende trabalhar em causas ligadas à "comunidade surda, pessoas com deficiência e portadores de síndromes, algo que Deus colocou na minha vida, no meu coração".

Em seguida, atendendo a pedidos do público, Michelle deu dois beijos em Bolsonaro antes de concluir seu posicionamento. Ela encerrou o discurso agradecendo novamente pela saúde do marido e citou o slogan da campanha eleitoral, "Brasil Acima de Tudo, Deus Acima de Todos".

Veja também

Gilmar suspende inquérito contra desembargador que deu carteirada para não usar máscara
STF

Gilmar suspende inquérito contra desembargador que deu carteirada para não usar máscara

Governo desrespeita prazos, e Lewandowski cobra planos para Manaus e vacinação
Pandemia

Governo desrespeita prazos, e Lewandowski cobra planos para Manaus e vacinação