Militantes aguardam Lula em Ipojuca

Dando continuidade à agenda em Pernambuco, ex-presidente vai participar de encontro em defesa da indústria petrolífera e naval

Lula chega em IpojucaLula chega em Ipojuca - Foto: Anderson Stevens/Folha de Pernambuco

Dando continuidade à agenda batizada de “Caravana Lula pelo Brasil”, o ex-presidente Lula está sendo aguardado, na manhã desta sexta (26) em Ipojuca, no Litoral Sul, para participar de encontro em defesa da indústria petrolífera e naval, na faculdade Fajolca. Os militantes já começaram a chegar ao local para o ato, que estava marcado para começar às 10h.

Antes de partir para Ipojuca, Lula concedeu entrevista para a mídia independente de Pernambuco. Ele esteve ao vivo na rádio Universitária FM e nas páginas da Marco Zero Conteúdo e do programa Fora da Curva no Facebook. A ex-presidente Dilma Rousseff chegou no meio da entrevista e também participou da sabatina.

Entre os temas discutidos, a reforma política, alianças, monopólios da comunicação e regulamentação da mídia, além de eleições. Lula também falou de sua amizade com o ex-governador Eduardo Campos e destacou que o senador Renan Calheiros (PMDB-RR) o ajudou a governar o Brasil.

Às 16h, o ex-presidente comandará ato no Pátio do Carmo, no Centro do Recife, organizado pela Frente Brasil Popular PE. A ideia é protestar contra o governo Michel Temer e suas reformas , além de defender as diretas já e a Constituinte.

Encontro com socialistas
Na noite desta quinta-feira (25), Luiz Inácio Lula da Silva se reuniu com a viúva do ex-governador Eduardo Campos, Renata Campos, e políticos do PSB, na casa dela, na Zona Norte do Recife. O encontro durou cerca de duas horas, e o político saiu do local sem falar com a imprensa.

Leia também:
[Fotos] Confira imagens da passagem de Lula pelo Recife
Grupo Direita Pernambuco fará protesto contra a visita de Lula
Manifestante leva rasteira de PM em frente ao hotel de Lula

Pelo menos 500 profissionais que atuam em Suape participam do encontro, de acordo com o Sindicato dos Metalúrgicos (Sindmetal-PE). Para os metalúrgicos, o ato é simbólico, tanto pela representatividade de Lula junto à categoria, da qual já fez parte, quanto pelo seu apoio às demandas dos profissionais, que aguardam resoluções para a retomada da combalida indústria naval.

Eles pretendem entregar um documento para garantir o apoio do petista a um plano de retomada do emprego no setor, muito embora o segmento tenha sofrido particularmente por impactos da Operação Lava Jato, que envolve o nome do ex-presidente.

Veja também

Joice Hasselmann vai à Justiça contra Bruno Covas e dá início à disputa eleitoral
política

Joice Hasselmann vai à Justiça contra Bruno Covas e dá início à disputa eleitoral

Datena não será candidato em 2020, mas diz que tem opções estaduais e nacionais para 2022
política

Datena não será candidato em 2020, mas diz que tem opções estaduais e nacionais para 2022