Ministro da Educação rechaça ataques à caravana de Lula

Mendonça, que é filiado ao DEM, partido adversário do PT, disse que as divergências políticas devem existir, mas nunca transbordando para atos de violência

Mendonça Filho (DEM)Mendonça Filho (DEM) - Foto: Arthur Mota/Folha de Pernambuco

O ministro da Educação, Mendonça Filho, disse nesta terça-feira (28) rechaçar os ataques à caravana do ex-presidente Lula. "Eu rechaço qualquer ato de violência contra qualquer que seja o homem público ou o ser humano. Eu acho que a violência tem que ser abominada de forma definitiva do convívio da democracia brasileira", disse o ministro.

O ataque à comitiva de Lula aconteceu na cidade de Quedas do Iguaçu, no Paraná, na noite de terça-feira (27). Um dos veículos, que era ocupado por jornalistas, teve duas perfurações na lataria e uma no vidro. Um outro ônibus do comboio também foi atingido por tiro, mas ninguém se feriu.

Antes dos ataques de terça, a excursão do petista pelos estados da região Sul já foi alvo de outras ações como arremessos de ovos e bloqueios de estradas. Um segurança do presidente também agrediu um repórter na segunda-feira (26).

Leia também: 
Equipes de elite da Polícia Civil do PR investigam ataque à caravana de Lula, diz secretaria
Temer diz que ataque à caravana de Lula é "uma pena" e cria "clima de instabilidade"

Mendonça, que é filiado ao DEM, partido adversário do PT, disse que as divergências políticas devem existir, mas nunca transbordando para atos de violência. "Eu sou uma pessoa que tem como prática o respeito à divergência e o culto ao ambiente de paz."

Os atos de violência geraram repercussões em toda a classe política. Na terça, o governador de São Paulo e pré-candidato ao Planalto pelo PSDB, Geraldo Alckmin, disse que o PT estava colhendo o que plantou. Nesta quarta, o tucano mudou de tom e disse que a violência tem de ser condenada.

Em entrevista à BandNews de Vitória-ES, o presidente Michel Temer disse que o ato é uma pena e que isso gera clima de instabilidade.

Veja também

YouTube bloqueia vídeo de campanha de Russomanno por desrespeitar direitos autorais da Fifa
SÃO PAULO

YouTube bloqueia vídeo de Russomanno com imagens da Fifa

Analistas avaliam que pesquisa mostra consolidação de Campos e disputa dura por 2º lugar
PESQUISA FOLHA/IPESPE

Analistas avaliam que pesquisa mostra consolidação de Campos e disputa dura por 2º lugar