Supremo

Moraes abre inquérito contra Bolsonaro por associar Aids à vacina contra Covid

O motivo seria a associação da vacina da Covid-19 com a contração de HIV realizada pelo presidente em uma live em outubro

Ministro do STF Alexandre de MoraesMinistro do STF Alexandre de Moraes - Foto: Wikipedia

O ministro do STF (Supremo Tribunal Federal) Alexandre de Moraes determinou nesta sexta-feira (3) a abertura de inquérito para a apurar a conduta do presidente Jair Bolsonaro (PL) de associar a vacinação contra a Covid-19 ao risco de se contrair o vírus da Aids.

Em sua live semanal, no dia 21 de outubro, Bolsonaro leu uma suposta notícia dizendo que "vacinados [contra a Covid] estão desenvolvendo a síndrome da imunodeficiência adquirida [Aids]". Dias depois, Facebook e Instagram derrubaram o vídeo.

Médicos afirmam que a associação entre o imunizante contra o coronavírus e a transmissão do HIV, o vírus da Aids, é falsa e inexistente.

Veja também

Pesquisa Folha de Pernambuco/IPESPE: Marília com 31% e empate técnico no segundo lugar
BLOG DA FOLHA

Pesquisa Folha de Pernambuco/IPESPE: Marília com 31% e empate técnico no segundo lugar

Faltam 50 dias para as Eleições 2022: veja o que pode ou não no dia da votação
Eleições 2022

Faltam 50 dias para as Eleições 2022: veja o que pode ou não no dia da votação