BRASIL

Moraes nega terceiro pedido de Bolsonaro para ter acesso a dados da investigação antes de depoimento

Advogados de ex-presidente solicitaram íntegra de delação de Cid e conteúdo de celulares

Ministro do STF Alexandre de MoraesMinistro do STF Alexandre de Moraes - Foto: Carlos Moura/STF

O ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), negou pela terceira vez um pedido apresentado pela defesa do ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) para ter acesso a provas da investigação sobre um suposto golpe de Estado antes do depoimento marcado para quinta-feira.

Moraes afirmou que "as situações fática e jurídica não foram alteradas, permanecendo a obrigatoriedade de comparecimento do investigado perante a Polícia Federal".

Os advogados de Bolsonaro querem ter acesso ao conteúdo apreendido nos celulares de todos os investigados e também à íntegra do acordo de delação premiada do tenente-coronel Mauro Cid.

 

Na segunda-feira, Moraes concedeu ao ex-presidente acesso aos autos da investigação, com exceção das diligências em andamento e da delação de Cid. Na terça, o ministro negou um pedido de Bolsonaro para ser dispensado de depor.

Veja também

Vídeo mostra seguranças de Zema entrando em conflito com servidores durante manifestação
política

Vídeo mostra seguranças de Zema entrando em conflito com servidores durante manifestação

Recuperação do RS dá possibilidade de economia crescer mais, afirma Lula
Lula

Recuperação do RS dá possibilidade de economia crescer mais, afirma Lula

Newsletter