Moro cancela audiências e diz que bloqueio é 'questionável'

O magistrado concluiu que a greve dos caminhoneiros poderia prejudicar o deslocamento entre as cidades e mesmo dentro de Curitiba, onde o expediente da Justiça Federal chegou a ser cancelado.

Sergio MoroSergio Moro - Foto: Lula Marques / AGPT

O juiz Sergio Moro cancelou as audiências de testemunhas no caso do sítio atribuído ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva que estavam previstas para a próxima segunda-feira (28). Um dos ouvidos seria o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso.

O magistrado concluiu que a greve dos caminhoneiros poderia prejudicar o deslocamento entre as cidades e mesmo dentro de Curitiba, onde o expediente da Justiça Federal chegou a ser cancelado.

Leia também:
Gabinete de Segurança Institucional analisa impactos da paralisação
Paralisação faz Alckmin cancelar agenda de presidenciável


"Há um movimento de paralisação de motoristas de caminhões nas estradas brasileiras. Há uma pauta de reivindicação legítima da respeitável categoria e que deve ser avaliada pelas autoridades competentes. No entanto, o prolongamento excessivo da paralisação e que inclui o questionável bloqueio de rodovias tem gerado sérios problemas para a população em geral, com prejuízos principalmente para o abastecimento de alimentos e combustíveis nas cidades."

Veja também

Câmara aprova urgência e acelera projeto para substituir Lei de Segurança Nacional
Congresso

Câmara aprova urgência e acelera projeto para substituir Lei de Segurança Nacional

Em reunião com embaixador americano, Paulo Câmara defende ações em defesa do meio ambiente
Blog da Folha

Em reunião com embaixador americano, Paulo Câmara defende ações em defesa do meio ambiente